Hay que tener empanadas| Descobertas Essenciais | Clube Wine | Wine.com.br

Terra de sabores marcantes, a Argentina chama a atenção dos ávidos pela boa gastronomia. Do churrasco – ou melhor, parrillada – aos doces, como o tradicional dulce de leche, tudo encanta o paladar. Outra iguaria com ares menos sofisticados, mas bastante emblemática do país, é a empanada, espécie de pastel com massa simples – feita basicamente de farinha de trigo, banha, sal e água – e recheios generosos.

Apesar de ser uma paixão nacional, as empanadas percorreram um longo caminho até chegar à Argentina. De origem persa, foram levadas primeiro para os espanhóis, por volta do ano 700. Desembarcaram em terras portenhas, assim como em suas vizinhas latinas, apenas durante a colonização. Desde então, cada país criou a sua própria maneira de preparar as empanadas. Na Argentina, o sabor característico fica por conta do recheio: o mais tradicional leva carne, naturalmente. É comum também encontrar entre os ingredientes ovos, azeitonas, passas, cebola, pimentão e temperos diversos, como páprica, pimenta e cominho. A massa também ganha variações, podendo ser frita ou assada.

E como harmonizar essas delícias com bons vinhos? Como as empanadas são bastante democráticas e podem servir tanto de entrada quanto como prato principal, há poucas restrições. No entanto, ao degustá-las com um bom vinho, é mandatório deixar a pimenta forte de lado, já que uma picância muito predominante pode comprometer o paladar. Vinhos encorpados – como as estrelas da seleção deste mês – formam um par perfeito com as empanadas e seus variados sabores marcantes. Uvas como a Cabernet Sauvignon se dão bem não apenas com a carne, mas com os temperos e complementos, como a cebola e o molho. E, claro, não pode faltar na mesa dos fãs da culinária portenha o casamento entre empanada e Malbec, dois clássicos argentinos que sempre surpreendem.

Experiêncianotáveis

Experiência com exemplares prestigiados, ideal para paladares mais aguçados.
R$ 180/seleção

Continue Explorando