Côtes Du Rhône: uma história que atravessa séculos| Descobertas Essenciais | Clube Wine | Wine.com.br

Não só de (excelentes) vinhos é feito Côtes du Rhône: a região é cercada de muita história que vale a pena explorar. Seus sítios arqueológicos impressionam pela beleza e magnitude, além de muitos deles terem relação direta com a viticultura da área. Aliás, esse é um capítulo à parte: tudo começou com os gregos, que chegaram ao sul da França no século IV A.C. mas foram os romanos que, além de responsáveis pelas construções históricas, estabeleceram as vinhas e a reputação do Rhône, originalmente sua estrada entre Itália e França.

De volta aos monumentos, vamos começar pela Pont Du Gard, próxima a Vignobles & Compagnie, uma obra-prima da arquitetura antiga, considerada patrimônio da Humanidade pela UNESCO e agraciada com a indicação Grand Site de France® pelo ministério francês do ambiente e do desenvolvimento sustentável, por conta da exuberante natureza que a rodeia. Construída pelos romanos no século I, a ponte-aqueduto é constituída por três filas de arcos, sendo 47 deles no topo, 11 no segundo nível e seis na base. O dado mais impressionante dessa obra colossal: ela foi construída em apenas cinco anos! Estima-se que cerca de mil homens trabalharam em sua obra, mas ainda assim, é um feito fora do comum. Melhor não imaginar como eram as condições de trabalho durante o Império Romano…

Nossa próxima parada é Avignon, a cidade papal. Outra região reconhecida como patrimônio pela UNESCO – seu Centro Histórico foi tombado em 1995 –, foi lar dos papas da Igreja Católica por volta do ano 1300. Naturalmente, a principal atração da cidade é o Palais des Papes, a belíssima construção que serviu de moradia aos papas, considerada uma das mais importantes obras de arquitetura gótica de toda a Europa. Há ainda muitas igrejas e museus, como o Angladon, tão tradicional que muitos artistas, então vivos, escolhiam onde queriam expor suas obras. Pelas suas paredes estão alguns trabalhos de Modigliani, Picasso, Van Gogh e Degas.

Ainda pela região do Rhône, há a bela Nimes, que também guarda lembranças do Império, como uma imponente arena que funcionava como uma fortaleza na Idade Média, castelos e museus, e Uzes, também rica em monumentos e belezas.

Ufa, é história que não acaba mais. Gostou? Ideal para contar em uma mesa com amigos – e degustando bons vinhos de Côtes du Rhône, claro.

Experiênciarefrescantes

Experiência com vinhos cheios de frescor e leveza, para você aproveitar no dia a dia.
R$ 100/seleção

Continue Explorando