Raridades à mesa| Descobertas Essenciais | Clube Wine | Wine.com.br

Um exemplar de Côte du Rhône é sempre uma boa surpresa. Mas quando falamos de um branco ou rosé dessa região é mais que surpreendente: trata-se de uma experiência única. Afinal, essas variedades representam uma produção superlimitada dessa que é uma das mais emblemáticas terras vinícolas do mundo.

Para você ter uma ideia, na macrorregião Vallée du Rhône, os vinhos brancos correspondem a apenas 6% da ocupação e os rosés, 13%. Esse número diminui ainda mais quando falamos de Côte du Rhône, microrregião de 56 mil hectares.

E a produção restrita dos refrescantes em uma área altamente reconhecida pelos seus tintos não significa, de jeito nenhum, uma falta de tradição ou experiência no cultivo dessas uvas, principalmente se levarmos em conta o rigor que impera naquelas terras desde 1737, quando, por Decreto Real, todos os barris de vinho passaram a ser marcados com as iniciais da área – CDR –, garantindo a sua qualidade. Duzentos anos mais tarde, Côte du Rhône foi oficialmente declarada uma A.O.C. – um privilégio que impôs limites ainda mais criteriosos e aumentou a fama de sua excelência em todo o mundo. Não à toa, uma garrafa de vinho do Rhône é degustada a cada 12 segundos pelo planeta! E olha que, segundo dados de 2016, apenas ⅓ da produção de lá é exportada. Ou seja: esses exemplares que você tem em mãos são, de fato, duas raridades. Que experiência!

Experiênciarefrescantes

Experiência com vinhos cheios de frescor e leveza, para você aproveitar no dia a dia.
R$ 100/seleção

Continue Explorando