Singulares | Clube Wine | Wine.com.br

Bom, o termo vinhas velhas já deve ter aparecido nas suas conversas ou leituras. E com certeza, elas também já apareceram em muitos dos rótulos que você apreciou. Vinhas velhas são justamente o óbvio que o nome diz: vinhedos com videiras antigas. Inclusive, nossa seleção deste mês traz dois vinhos provenientes de vinhas velhas. E sim, a idade das videiras influencia nas características do vinho.

Uma das principais diferenças entre as vinhas jovens e as velhas é em relação à quantidade de cachos e suco. As mais jovens produzem mais cachos e uvas com mais sucos, além de cascas mais finas. Isso acontece porque as suas raízes são mais rasas e elas captam mais água. Já as vinhas velhas (podemos levar em consideração as que têm mais de 40 anos), pelo número reduzido de cachos e uvas, possuem uvas com maior poder de concentração de aromas e sabores.

As vinhas velhas têm raízes capazes de atingir uma maior profundidade e já estão adaptadas ao solo e ao clima em que estão cultivadas. A conta é basicamente essa: quanto mais antiga a vinha, mais intenso e cheio de personalidade será o seu vinho!

Experiências Singulares

Vinhos de vinícolas exclusivas e safras de produção limitada, para quem tem o paladar experiente.
R$ 281/mês

Explore os rótulos do mês de Março

Sommelier Wine | Clube Wine | Wine.com.br
Essa seleção foi fechada em uma visita que eu e Manu fizemos ao nosso parceiro Miguel Torres, no Chile. São dois vinhos bárbaros que irão encantar seu paladar. Inclusive, um deles possui o diferencial de ter sido elaborado através de uma parceria da vinícola com o VIGNO, um grupo de produtores de Carignan criado em 2009, no território chileno. Saúde!
- Vicente Jorge, WineHunter

Qual rótulo deseja conhecer primeiro?

Continue Explorando