Wine.com.br

Sua WineBox
está vazia

Miguel Torres Gran Reserva Carménère 2011 (750 ml)

Miguel Torres Gran Reserva Carménère 2011
Chile

Chile

Tinto

Varietal

Um vinho robusto, intenso em seus sabores e aromas. Exibindo a melhor expressão da Carménère no Chile, este tinto é uma realização exímia da vinícola Miguel Torres, importante família de vitivinicultores europeus, com uma história iniciada no século XVIII, e que em 1979 estabeleceram-se também no país andino.

— Sommelier Wine
Miguel Torres Gran Reserva Carménère 2011
  • Safra 2011
  • Conteúdo 750 ml
  • Tipo Tinto
  • Classificação Seco
Elaboração
  • Uva Carménère (100%)
  • Teor Alcoólico 14% ABV
  • Amadurecimento 15 meses em barricas de carvalho francês
Terroir
  • País Chile
  • Região Valle de Curicó
  • Vinícola Miguel Torres Chile
Sommelier Wine
  • Visual Coloração: Rubi profundo.
  • Olfativo Amora, goiabada, folhas de louro e torrefação.
  • Gustativo Espesso na boca, é intenso e concentrado, com notas de pimenta.
  • Harmonização Medalhão de lombo, tiras de filé mignon com molho mostarda, torta de carne seca e abóbora, maminha na manteiga.
Serviço
  • Temperatura de Serviço 15 °C
  • Estimativa de Guarda 5 anos
Dica
  • Como conservar o seu vinho Para o vinho mostrar todo o seu potencial quando for degustado, ele tem de ser armazenado em ambiente fresco, com controle de temperatura e umidade, livre de trepidações e sem contato com a luz.

Sobre a vinícola

Miguel Torres Chile
  • Miguel Torres Chile

  • Ano de Fundação 1979
  • Propriedade 445 hectares
  • Produção anual 44 milhões de garrafas
  • Enólogo responsável Horácio Fuentes e Cristian Carrasco

Compre também:

Avaliação dos Clientes

0

Deixe sua avaliação

Você precisa estar logado e ter comprado o produto para avaliá-lo.

Safra
Miguel Torres Gran Reserva Carménère 2011

750 ml
Sommelier Wine:

Um vinho robusto, intenso em seus sabores e aromas. Exibindo a melhor expressão da Carménère no Chile, este tinto é uma realização exímia da vinícola Miguel Torres, importante família de vitivinicultores europeus, com uma história iniciada no século XVIII, e que em 1979 estabeleceram-se também no país andino.