Dicas

Um brinde aos espumantes brasileiros

29 agosto 2018
  • 2061 visualizações
  • 0 comentários

Você sabia que, quando o assunto são borbulhas na taça, a preferência nacional é pelos espumantes brasileiros? Descubra o motivo.

Nosso país, com proporções continentais, possui atualmente 83,7 mil hectares de uvas finas plantadas, em seis regiões principais. Ao todo, são cerca de 1,1 mil vinícolas nos quatro cantos do Brasil, sendo que a pequena propriedade (que possui média de 2 hectares/família) é a grande maioria.

Atualmente somos o quinto maior produtor de vinhos da América do Sul e um dos mercados mais promissores do mundo.

Principais regiões produtoras de espumantes do Brasil

Rio Grande do Sul

Serra Gaúcha, Campos de Cima da Serra, Campanha, Serra do Sudeste

Santa Catarina

Planalto Catarinense

Nordeste

Vale do São Francisco

Porém, dentre essas, algumas possuem ainda mais destaque, por serem áreas com certificações oficiais, que agregam ainda mais valor ao produto. São elas: Vale dos Vinhedos, Pinto Bandeira, Altos Montes e Farroupilha.

Dica de leitura:  5 lugares para curtir o inverno brasileiro

Outras regiões que possuem projetos interessantes se localizam no Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais e Goiás, com distintas características físico-climáticas que favorecem a elaboração de exemplares frescos e com potencial para agradar diferentes paladares.

Junto às características naturais, somamos produtores, dos maiores aos pequenos, preocupados em produzir o melhor e que investiram em modernidade, inovação, pesquisa e tecnologia de ponta nos últimos anos.

Delicados, premiados e muito bem feitos, os espumantes brasileiros caíram no gosto popular e tiveram crescimento de 83,79% de 2008 a 2017. A justificativa para esse crescimento está na notável qualidade, tanto que, de acordo com o britânico Steven Spurrier, famoso especialista e crítico de vinhos, “o Brasil faz o melhor espumante da América do Sul”.

Tomando como base a Serra Gaúcha, que responde por cerca de 85% da produção nacional de vinhos, temos o solo basáltico e o clima temperado, úmido e com noites amenas, perfeito para cultivar uvas com personalidade forte.

Dica de leitura:  Conheça a J.C. Le Roux

O resultado fica evidente nos números. Em 2002, o consumo de espumante nacional era de 4,2 milhões de litros. Já em 2012, esse número saltou para 14,7 milhões de litros, segundo o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

Cada vez mais os espumantes brasileiros vêm ganhando espaço nas premiações internacionais, ganhadores de vários prêmios e com destaque avassalador no mercado nacional, como os números vêm mostrando.

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Taimmy Rodrigues

Sommelière, capixaba, com formação em História, Alta Gastronomia e em vinhos pela WSET.