Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Dicas

Sangria: aprenda de uma vez a preparar a tradicional bebida espanhola

17 abril 2022
  • 332 visualizações
  • 0 comentários

Conhecido por unir vinho e pedaços de fruta, o drink é uma boa pedida para brindar em dias quentes de verão. Confira como fazer diferentes versões de sangria!

Frutas como maçã, laranja e abacaxi picadas em pedaços, uma garrafa de vinho tinto, água com gás, um pouquinho de licor de laranja e algumas especiarias. Já sabe do que estamos falando? Acertou se pensou em sangria!

O drink é apenas uma das possibilidades que o vinho nos proporciona, e pode ser preparado de diferentes maneiras, a depender do rótulo escolhido e das frutas a serem utilizadas. 

Originária da Península Ibérica, mais especificamente da Espanha, a sangria é apreciada em todos os cantos do mundo, principalmente nas regiões tropicais, onde a bebida torna-se uma das alternativas para refrescar o paladar sem abrir mão do vinho

Dica de leitura: Vinhos Dark Horse: versatilidade no melhor terroir da Califórnia

Confira abaixo a receita infalível do drink, mais informações sobre como não errar no preparo da sangria, além de curiosidades e os melhores vinhos para a mistura!

Sangria tradicional

Ingredientes

– 2 maçãs picadas

– 1 abacaxi picado em cubos

– 2 pêssegos picados

– 700 gramas de uvas sem sementes 

– 1 laranja cortada em rodelas

– 1/2 copo de suco de laranja natural

– 1 garrafa de vinho tinto (veja abaixo os melhores rótulos!)

– 5 unidades de cravo-da-índia

– 2 paus de canela

– 1 lata de soda ou água gaseificada 

– 1/4 xícara (chá) de licor de laranja

– Açúcar refinado a gosto ou xarope de açúcar

– Cubos de gelo a gosto

Como fazer

Junte as frutas picadas em uma jarra grande de vidro, ou um recipiente maior com concha para servir a bebida. 

Adicione o suco de laranja, o vinho, os cravos, a canela, a soda (ou água com gás) e o licor. Misture delicadamente os ingredientes e deixe resfriar. Acrescente gelo antes de servir, se quiser. 

Dicas para não errar ao fazer sangria

O preparo da sangria não demanda muito esforço e não tem muito mistério. Mas, com atenção a alguns pequenos detalhes, é possível atingir um resultado ainda melhor! 

Conheça dicas para acertar em cheio na hora de fazer a sangria em casa:

Escolha do vinho: opte pelas uvas que têm menos taninos, como Grenache ou Pinot Noir. Os vinhos mais frescos e leves funcionam melhor na sangria, por conta da combinação com as frutas e da ideia de ser um drink refrescante.

Prefira as frutas frescas e maduras: isso vai fazer com que seu drink tenha mais sabor, graças à interação entre as frutas, o vinho e os demais ingredientes. Espremer ou macerar um pouco das frutas e picar a outra parte é uma das sugestões dos especialistas!

Ouça também: Wineverso PodcastHistórias inusitadas com vinho

Fique de olho na temperatura: tem quem prefira apenas deixar a bebida resfriando na geladeira, e tem quem prefira acrescentar gelo antes de servir. As duas alternativas são válidas, afinal, o importante é servir a sangria bem gelada.

Não exagere se for adoçar: existem os apreciadores de sangria que preferem não acrescentar o xarope de açúcar, e tudo bem. Lembre-se que, caso for adoçar a bebida, vá aos poucos. Principalmente por conta do sabor das frutas, que também pode garantir dulçor ao drink.

Curiosidades sobre a sangria

Qual a origem da bebida? A receita tradicional permite adaptações? Existe sangria em outros lugares fora de Portugal e da Espanha?

Veja as principais curiosidades sobre o drink que é a cara do verão.

1. A sangria é espanhola, mas o nome tem outra origem

As histórias que contam sobre a origem da sangria nos fazem crer que a bebida surgiu na Península Ibérica, mas seu nome mesmo tem origem anglo-saxônica, segundo estudiosos do assunto. 

Teriam sido os britânicos, ainda no século 19, os primeiros a chamar a mistura com vinho de “sangaree”, termo derivado da palavra espanhola “sangre”.

Com o tempo, tornou-se sangria, nome difundido e utilizado até os dias de hoje. 

2. Existem várias versões sobre o desenvolvimento da bebida

A história mais contada é a de que os camponeses que habitavam a Espanha por volta do século 19 usavam vinhos e frutas excedentes da colheita para produzir uma bebida que refrescasse o paladar nos dias mais quentes de verão. Bem, podemos dizer que a atitude foi bem-sucedida!

3. É comum encontrar sangria vendida pronta em países da Europa

Em países como Espanha e Portugal, é comum encontrar a bebida em versões já prontas e engarrafadas, feitas por produtores locais. 

A fabricação de sangria inclusive é regulamentada pelo Parlamento Europeu desde 2014. De acordo com a legislação, somente as bebidas feitas na Espanha e em Portugal podem ser denominadas sangria. 

Nos demais países europeus que fabricam produtos semelhantes à sangria original, o termo utilizado no rótulo deve ser “bebida aromatizada à base de vinho”. Isso garante a qualidade das sangrias feitas em sua região de origem. 

E, embora as pessoas costumem consumir a bebida já pronta, também existe em algumas localidades o hábito de usar a sangria na gastronomia, principalmente no preparo de sobremesas.

4. A sangria inspira a realização de festivais em diversos países

Para se ter uma ideia, a maior degustação de sangria do mundo, segundo o Guinness Book, é realizada anualmente em Porto Rico. Estima-se que mais de 20 mil pessoas participem do evento, popularmente conhecido como “Sangría Fest”.

Dica de leitura: Vinho dá dor de barriga?

Outros festivais semelhantes também são muito realizados em cidades norte-americanas, principalmente durante o verão.

5. Você encontra sangria pronta na Wine!

A novidade, aos poucos, chega ao Brasil. Na Wine, é possível encontrar a Sangria Lolea Nº1 Tinto, rótulo espanhol produzido com uvas viníferas europeias.

Ao sumo das uvas, juntam-se outros ingredientes como água com gás, açúcar, suco de laranja e de limão, além de sabores naturais de frutas e baunilha. A opção é mais prática e ideal para brindes em dias de verão.

Vinhos para sangria

Paul Mas Grenache Noir 2019

Feito com uvas provenientes de vinhedos manejados sob o conceito de agricultura sustentável, este vinho francês é leve, e traz um sabor frutado intenso e taninos aveludados. Boa opção para uma sangria tradicional. 

Coq Licot Vin de France Grenache Syrah Mourvèdre 2020

Com breve passagem por tanques de concreto, este tinto tem paladar suculento e notas frutadas intensas. O blend é composto 50% por Grenache, 30% por Syrah, e 20% por uvas Mourvèdre

Lobo Negro Tinto

Macio e frutado, este vinho tinto expressivo espanhol pode surpreender quando utilizado no preparo da sangria! É elaborado pela Bodegas Lozano, uma das mais tradicionais da Espanha, e conhecido por ser fácil de agradar a todos os paladares enófilos.

La Combe Dor I.G.P. Pays dOc Grenache 2020

Um vinho com características típicas das regiões ensolaradas da França: notas florais e frutadas no olfato, e boa acidez e frescor intenso no paladar. Experimente este rótulo em uma versão de sangria rosé que mais atenda ao seu gosto. 

Já escolheu sua versão favorita da sangria? Confira as melhores opções de vinhos para este e outros drinks nas lojas Wine! Assinantes Clube Wine têm 15% de desconto e condições especiais de entrega, além de vários outros benefícios!

Escrito por: Wine