Curiosidades

O uso do concreto na elaboração do vinho

06 fevereiro 2019
  • 7131 visualizações
  • 0 comentários

Os tanques de concreto estão sendo cada vez mais utilizados na elaboração dos vinhos. Conheça um pouco mais sobre esse versátil recipiente.

Comparado ao barro, matéria-prima das antigas ânforas na qual os vinhos eram fermentados e armazenados, o concreto possui algumas características que se assemelham a esse histórico recipiente.

Muito utilizado no passado para a fermentação, o amadurecimento e o armazenamento do vinho, o tanque de concreto proporciona benefícios que conquistam enólogos e produtores ao redor do mundo.

Por isso, ele nunca deixou de ser utilizado, mas perdeu espaço com a era das barricas de carvalho e os modernos tanques de aço inox. Porém, esse recipiente vem ganhando uma nova visibilidade mundial.

Os tanques de concreto construídos dentro das vinícolas, ou seja, com uma estrutura fixa, são os mais comuns de encontrarmos. Mas com os avanços tecnológicos e das pesquisas envolvendo o processo de elaboração do vinho, novos formatos foram desenvolvidos e estão sendo utilizados, como o de ovo.

Dica de leitura:  Semelhanças entre vinho e cerveja

Com paredes resistentes e espessas, que recebem um revestimento neutro, o epóxi, que é aplicado a frio e sem solvente, esse tanque é capaz de manter uma temperatura constante de forma natural, mesmo durante os picos de calor gerados pela fermentação. Isso só é possível porque o concreto é um isolante térmico.

Em escala microscópica, trata-se de um material poroso, o que permite a ocorrência da micro-oxigenação – exposição do vinho a uma quantidade muito baixa de oxigênio –, que proporciona complexidade aromática e gustativa sem alterar as características naturais da uva, ao contrário das barricas de carvalho, que também permitem a micro-oxigenação, mas agregam características da madeira.

Para os enólogos que buscam aromas mais complexos e maciez no paladar, principalmente dos taninos, mas não querem nenhuma influência de madeira, essa micro-oxigenação é um dos grandes benefícios do tanque de concreto.

Dica de leitura:  Tipos de degustação

Porém, nada impede de posteriormente amadurecer o vinho em barricas de carvalho, pois tudo depende do objetivo desejado para determinado rótulo.

Ao que tudo indica, os tanques de concreto podem ser utilizados em qualquer tipo de vinho, embora algumas variedades alcancem resultados mais satisfatórios do que outras.

A elevada durabilidade é outra vantagem desse recipiente. Já a impossibilidade de locomoção, no caso dos tanques fixos, é uma das desvantagens.

Assim como outras opções de meios de fermentação e amadurecimento, o tanque de concreto possui vantagens e desvantagens. Tudo depende do objetivo do enólogo e do produtor. Vale lembrar que um dos pontos mais importantes e determinantes para a qualidade do vinho está no manejo e no cuidado dos vinhedos, e não isoladamente ao amadurecimento.

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Nicole Batista

Sommelière e Bacharel em Química, fez imersão em algumas regiões vitivinícolas da Europa e América do Sul.