Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Curiosidades

Conheça o efeito agulha

12 abril 2016
  • 2509 visualizações
  • 0 comentários

Não se assuste. Agulha aqui é só uma referência. Entenda o que significa esse termo no mundo do vinho.

Indo direto ao ponto, em resumo, o efeito agulha é uma sensação “picante” comumente percebida sobre a língua, causada pelo gás carbônico, quando perceptível nos vinhos.

Normalmente, os vinhos que têm gás carbônico perceptível são chamados de frisantes ou espumantes, e aqueles em que não se percebe a presença do CO₂ são chamamos de vinhos tranquilos.

Contudo, praticamente todo vinho conserva algum teor residual de gás carbônico após a fermentação alcoólica (frisantes e espumantes muitas vezes sofrem uma segunda fermentação para produção de gás).

Assim, podemos encontrar alguns vinhos que seriam classificados como tranquilos, mas que apresentam uma quantidade mínima de gás, capaz de provocar uma leve sensação “picante” no paladar. Esses são os chamados vinhos com agulha ou vinhos de agulha. O mais clássico exemplo dessa ocorrência são alguns exemplares dos conhecidos Vinhos Verdes portugueses, elaborados na região do Minho.

Dica de leitura:  Um brinde aos sabores da Espanha

No Brasil, não existe uma definição legal para essas expressões na legislação que, com relação à presença do gás carbônico, apenas classifica os vinhos como frisantes (pressão de 1 a 2 atmosferas, o que equivale a cerca de 2 a 3g de CO₂ por litro) e espumantes (pressão mínima de 4 atmosferas, equivalente a cerca de 6g de CO₂ por litro).

Já em alguns países europeus há legislação específica para o uso dessas expressões. Em Portugal, um vinho pode ser chamado de vinho com agulha quando contém gás carbônico perceptível e pressão interna inferior a 1 bar (cerca de 1 atmosfera).

Na França, o similar ao português leva o nome de vin perlant (ou perlé) e conterá de 1 a 2g de CO₂ por litro, também apresentando uma pressão interna inferior a 1 bar.

É possível encontrar outros termos em vinhos europeus que são associados a esse tipo de vinho, porém, devido à quantidade de gás carbônico que apresentam, seriam classificados como frisantes em nossa legislação. É o caso do pétillant francês e do espanhol vino de aguja.

Assim, esclarecido do que se trata, o efeito agulha é apenas um detalhe a mais dessa bebida repleta de possibilidades: o vinho.

Dica de leitura:  As variedades por trás do Cava

Nossa indicação para você experimentar esse efeito é o:

Artefacto Vinho Verde 2014Artefacto Vinho Verde 2014 – Um branco que representa perfeitamente o estilo dos vinhos verdes, com seu frescor marcante, paladar leve e aromas de frutas cítricas.

Escrito por: Bia Miranda

Redatora e revisora da Wine, além de perdidamente apaixonada - e curiosa - pelo mundo do vinho.