Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Curiosidades

Miguel Torres e seu compromisso sustentável

28 julho 2018
  • 1926 visualizações
  • 0 comentários

Miguel Torres foi o primeiro grupo estrangeiro do mercado vitivinícola a operar no Chile e tem como um dos principais valores a sustentabilidade. Saiba mais.

Estabelecida no Vale de Curicó desde o final da década de 1970, a vinícola espanhola de Miguel Torres foi o primeiro grupo estrangeiro do ramo a entrar no país e, desde então, é um dos principais produtores do continente – e também do Novo Mundo.

De perfil familiar, a empresa aposta no equilíbrio entre tradição e tecnologia na produção de seus vinhos – como, por exemplo, a utilização de tanques de aço inoxidável e roble francês no processo de armazenamento da bebida.

Boa parte dos esforços recentes da Miguel Torres têm sido direcionados à sustentabilidade, à ética e à responsabilidade social de sua produção. A vinícola adota a política do Fair Trade, ou comércio justo, em que todas as suas relações comerciais são rigorosamente fiscalizadas e reportadas.

De acordo com o fluxo proposto pela Miguel Torres, a agricultura orgânica viabiliza o comércio justo, que, por sua vez, dá espaço à inovação. E a bem-sucedida repetição desse ciclo é a responsável pela reputação impecável dessa produtora no mercado.

Dica de leitura:  Michel Rolland e sua longa trajetória no mundo do vinho

O cuidado com o meio ambiente é um grande diferencial no posicionamento da vinícola, que entende que, para manter as condições climáticas e naturais favoráveis à produção, deve cuidar de cada aspecto relacionado ao processo.

Um olhar rigoroso e de alta excelência em toda a cadeia de produção – e que exerce ainda o respeito máximo aos consumidores, ao mercado e, principalmente, aos seus profissionais – é, sem dúvida, um dos segredos por trás dos grandes vinhos da Miguel Torres.

Escrito por: