Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Curiosidades

Os espumantes no cenário mundial

16 setembro 2015
  • 1313 visualizações
  • 0 comentários

De alguns anos para cá, a produção e o consumo de espumantes no mundo só cresceu. Veja alguns dados que comprovam essa afirmativa.

O aumento da produção e do consumo de espumantes é indiscutível. Dados da Organização Internacional do Vinho (OIV) comprovam isso ao mostrar que, nos últimos 10 anos, a elaboração da bebida com borbulhas cresceu mais de 40% em todo o mundo.

Só de 2012 a 2013, o aumento na produção de espumantes foi de 11%. Enquanto a produção de vinhos tranquilos (tintos, brancos e rosés) aumentou somente 7%, na última década.

São muitos os números e nomes de países que já aparecem nesse cenário que se mostra cada vez mais promissor. Embora países tradicionais da Europa, como França, Itália, Alemanha e Espanha, sejam os líderes nesse segmento de mercado, a produção e o consumo têm crescido em todo o mundo.

EUA, Ucrânia, Austrália, Argentina, Hungria e Brasil já brilham com rótulos de primeira. Aqui, os brasileiros merecem todo o destaque, pois nos últimos anos alavancaram a produção da bebida em mais de 248%.

Dica de leitura:  Harmonização para a vida: vinhos, viagens e amigos

O crescimento nacional não foi só em quantidade, a qualidade também se tornou conhecida mundialmente. Tanto é que, neste mês, temos um exemplar de peso na seleção do ClubeW Espumantes, comprovando o potencial do país.

Outra informação relevante e que merece atenção é que, em 2013, foram produzidos 17,6 mil hectolitros* de espumantes no mundo. Mas isso representa apenas 7% da produção mundial de vinhos. Sendo assim, apesar do nítido aumento, os números ainda precisam evoluir.

E a tendência é que cresçam ainda mais, graças ao espumante estar se posicionando como uma bebida de consumo regular e à versatilidade dos exemplares nas harmonizações. Os rótulos, muitas vezes, podem acompanhar da entrada ao prato principal, tornando vantajoso ter mais de uma garrafa de um mesmo rótulo em casa.

Além disso, geralmente, os espumantes são refrescantes e leves. Por isso, conseguimos degustá-los em maior quantidade e até mesmo sem acompanhamento. Também são coringas na composição de drinks especiais.

Dica de leitura:  Lisboa - Roteiros do vinho

Enfim, motivo é que não falta para contribuir com esse crescimento e aproveitar o bom momento que o mercado de espumantes vem vivendo. Saúde!

*Um hectolitro equivale a 100 litros.

Escrito por: Bia Miranda

Redatora e revisora da Wine, além de perdidamente apaixonada - e curiosa - pelo mundo do vinho.