Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Enoturismo

O que fazer em Mendoza, descubra tudo sobre esta linda cidade

16 agosto 2018
  • 1934 visualizações
  • 0 comentários

A capital argentina do vinho merece ser explorada. E a dica é desbravar as terras mendocinas sobre uma bicicleta.

Localizada na região do Cuyo e com uma área quatro vezes maior que a França, a província de Mendoza é o maior centro produtor de vinhos da Argentina, responsável por 70% da produção de vinhos do país.

Estrategicamente estabelecida ao pé da Cordilheira dos Andes, sua capital é também a maior cidade da província conhecida como “a adega da Argentina”, em função de suas mais de mil bodegas – entre pequenos, médios e grandes produtores, que utilizam técnicas avançadas de cultivo, produção e comercialização de vinhos que fazem sucesso em todo o mundo.

Esse sucesso começou de uns anos para cá. No início, a produção de Malbec em Mendoza era vista com maus olhos pelos enólogos mais experientes. Mas, não é só de Malbec que vive a cidade. Cabernet Sauvignon, Bornarda, Merlot, Pinot Noir, Tempranillo e Syrah também são produzidas por lá.

Veja também: Os 10 melhores vinhos de argentinos

Mendoza e seu clima característico

O clima desértico é compensado pelo degelo da Cordilheira e as variações de temperatura (dias extremamente quentes antagonizam noites frias) são ideais para o plantio das uvas.

Mendoza é a 9ª maior região vinícola do mundo e segunda da América do Sul. Um dos principais destinos turísticos da Argentina. Seu Malbec é celebrado como o melhor do mundo – embora, curiosamente, a uva que dá nome ao vinho não seja originária de lá e, sim, da França.

Além disso, o destino é conhecido por sua produção de azeites e pela gastronomia encantadora. E, com a primavera chegando ao Hemisfério Sul neste mês, Mendoza fica ainda mais bonita e convidativa para ser explorada ao ar livre.

Como conhecer Mendoza

Dê preferência pelos famosos roteiros ciclísticos, nos quais os visitantes podem escolher passeios de diferentes níveis de dificuldade, ao lado de guias especializados.

Entre as opções, estão rotas pela arborizada e plana cidade de Mendoza ou, mais concorridos, os trajetos de vinícola a vinícola, curtindo, pelo caminho, parques, bosques, bodegas, restaurantes locais e belas vistas da Cordilheira – uma experiência que pode exigir um pouco mais de preparo físico, mas que, certamente, vale cada pedalada.

Quantos dias ficar em Mendoza

Você pode ficar em Mendoza quantos dias quiser. Afinal, a cidade é linda, encantadora e envolvente. Agora, com 5 dias (4 noites), já dá para conhecer bem todos os encantos.

05 dias em Mendoza

O primeiro dia, você pode deixar para a chegada. Sair do aeroporto, chegar ao hotel, descansar da viagem e curtir os arredores da região. Nos dias 2, 3 e 4, uma boa pedida são as vinícolas da região.

É bom deixar um dia para cada, porque são lindas, apaixonantes, e você tem que aproveitar tudo nos mínimos detalhes.

As vinícolas mais lindas e que valem a pena a visita são as de Alta Montanha, Lujan de Cuyo, Maipú e Valle do Uco. Maipú vale muito a pena porque foi por lá que começou a produção de vinhos em Mendoza. Então, além dos sabores, há muita história para ser contada.

Mendoza no Verão

Entre dezembro e fevereiro as parreiras estão cheias. Dá para comer a uva do pé. O único problema é que o calor pode chegar a uns 40 graus. Aí se você não quiser passar por essa temperatura, melhor ir em outra época.

No fim de fevereiro começa a colheita das uvas brancas. No meio de março, é a vez das uvas tintas.

Mendoza no inverno

O inverno, entre julho e setembro, é encantador. Os vinhos também estão à disposição daqueles que quiserem se deleitar. A questão é que a paisagem triste deixa a cidade com uma aparência bucólica. Se você gostar… é uma boa pedida.

Mendoza na primavera

É uma das melhores épocas para ir. Os hotéis são mais baratos e a temperatura é agradável. Outra ótima escolha é conhecer Mendoza durante o mês de março, época da colheita da uva, momento em que os famosos festivais de vindima acontecem na cidade, que vive a experiência em um clima contagiante. Garantia de boa diversão e excelentes vinhos – e não vai faltar Malbec.

Aproveite a sua viagem a Mendoza com essas dicas e divirta-se! E enquanto sua viagem não chega, busque por vinhos online para ir entrando no clima.

Escrito por: Wine