Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
sem categoria

Descobertas na Alemanha

31 maio 2017
  • 1121 visualizações
  • 0 comentários

Nosso tour pelo país incluiu degustações na feira Prowein, um jantar especial na casa de Ernst Loosen e uma visita incrível à região de Mosel. Confira.

Todos os anos, marcamos presença na grande feira de vinhos Prowein, em Düsseldorf, considerada a mais importante do mundo do vinho. É uma feira muito bem organizada com infraestrutura adequada ao evento, ônibus à disposição e trem grátis durante o evento.

São três dias de descobertas e vinhos muito interessantes. Nós nos atualizamos sobre tendências mundiais, encontramos amigos, parceiros, produtores e degustamos também vários rótulos que não estão seguindo as tendências. Rs. Claro, nunca deixamos de comer o maravilhoso joelho de porco com chucrute.

Diário do Winehunter

Após a feira, pegamos a estrada de carro para visitar alguns produtores pela Alemanha. Uma das paradas obrigatórias é a casa do Dr. Loosen, Ernest Loosen ou Erny, como é chamado carinhosamente pelos amigos. Ele é um produtor incrível, além de um anfitrião maravilhoso. Erny costuma preparar um painel de vários vinhos na sala que tem uma vista deslumbrante, onde sempre descobrimos exemplares como um Dornfelder frutado, fresco e de preço atraente que logo estará disponível em nosso site.

Dica de leitura:  Degustações que merecem ser compartilhadas

Diário do Winehunter

Após os trabalhos de degustações, o Erny vai pessoalmente para cozinha preparar o jantar para harmonizar perfeitamente com os espetaculares rótulos de sua adega particular. Entre os convidados, havia pessoas dos Estados Unidos, Espanha, Suíça, México e Alemanha, além da gente. Uma tradição dos jantares de Erny é fazer o delicioso exercício de adivinhar de que país, região, safra e produtor é cada vinho. Embora seja sempre difícil, mesmo para nós que somos do ramo, acertamos mais da metade.

Diário do Winehunter

A região vinícola que mais me surpreende é, sem dúvida, Mosel ou Mosela, como dizem os alemães. O visual encanta mesmo no inverno, até com essa nova ponte que estão construindo. Alguns acham, inclusive, que ela está estragando a paisagem, mas, em alguns anos, ela fará parte do visual.

Dica de leitura:  Como ler rótulos de vinhos alemães

Diário do Winehunter

O lugar surpreende pela beleza e por sua geografia. Há vinhedos com mais de 70 graus inclinação e, como se não bastasse a dificuldade do terreno, a busca pelo calor também é constante. Os vinhedos são plantados nas encostas voltadas para o sul, para uma maior exposição solar, e usufruem até do reflexo do rio para esquentar as vinhas. Os pés do Vicente sofreram para fazer esta foto do #WineHunterRelax.

Diário do Winehunter

Gesundheit (saúde, em alemão)! E até a próxima aventura!

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Manu Brandão

Winehunter, francês e nativo de Bordeaux com mais de 25 anos de experiência no mundo do vinho.