Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Sommelier Wine

Quando e por que decantar um vinho?

03 novembro 2020
  • 10563 visualizações
  • 15 comentários

A decantação serve para eliminar a borra do vinho e também permite a total libertação dos aromas, melhorando o seu paladar. Confira!

Os apaixonados por vinho já devem ter ouvido falar sobre a importância de decantar a bebida. Agora, você sabe porque o processo é tão necessário antes de degustar determinados rótulos, principalmente os tintos? 

Entenda agora tudo o que você precisa saber sobre quando e por quê decantar um vinho!

Tecnicamente, decantar significa passar suavemente um líquido de um recipiente para outro a fim de separá-lo de um sedimento sólido, impedindo que cheguem à taça. Para isso, o decanter é o acessório ideal: uma espécie de vasilha para onde o vinho é transferido para separá-lo das chamadas “borras”, que podem surgir no fundo da garrafa. 

Os sedimentos ou borras são processos naturais e estão presentes em todos os vinhos. É importante lembrar que a decantação não serve apenas para eliminar a borra do vinho, como faz também com que a bebida “respire”, permitindo a total libertação dos aromas que melhoram o seu paladar.

Considerando o objetivo de oxigenar o vinho no processo de decantação, o próprio recipiente do decanter possui um formato – com uma superfície larga embaixo – que propicia um maior contato do líquido com o ar.

No que diz respeito ao tempo ideal para a aeração do vinho, não existem regras do que seria o ideal. Como uma referência indicada por especialistas, uma hora é um tempo suficiente para vinhos leves e mais jovens.

No caso de um produto mais encorpado, a exposição ao ar precisa ser por mais tempo – até 6 horas. 

Passo a passo para decantar o vinho:

  1. Deixe a garrafa de pé por cerca de 12 horas;
  2. Evite deitar a garrafa ou balançá-la neste período;
  3. Retire a cápsula que envolve o gargalo para que se torne mais fácil acompanhar o movimento dos sedimentos;
  4. Com cuidado e lentamente, despeje o vinho no decanter;
  5. Quando a garrafa estiver no ângulo de 45º, aproximadamente, você verá que quase todo o vinho foi para o decanter; 
  6. Este líquido final de garrafa deve ir para uma taça. É onde estará a borra, caso exista;
  7. Muitos profissionais usam uma vela ou um foco de luz contra a garrafa na hora de transferir para o decanter, como uma forma de acompanhar melhor a borra.
  8. Deixe o vinho descansar por cerca de uma hora. Vinhos mais antigos estruturados pedem um pouco mais de tempo de descanso.
  9. Sirva imediatamente.

 

Dica de leitura:  Como harmonizar risotos e vinhos

Quando não decantar o vinho

Além de saber quando é importante decantar o vinho, é fundamental entender quando não se deve expor o rótulo a este processo. Vinhos muito jovens, de entrada, com pouca complexidade ou com pouca cor não precisam ser decantados. A ação pode fazer com que percam os aromas.

No caso de vinho muito antigos, de décadas de guarda, é necessário tomar muito cuidado com a decantação.

O decanter deve ter o pescoço curto e a caída do líquido deve ser lenta e delicada. Caso contrário, o vinho pode perder todas as suas características. Algumas vezes, é indicado servir imediatamente na taça para que o vinho não sofra esse golpe. 

Ao apreciar os vinhos brancos e espumantes, a decantação também não é ideal. Isso porque raramente esses rótulos possuem sedimentos que necessitam passar pelo processo para serem incorporados à bebida. No caso dos espumantes, decantar ainda faz com que a bebida perca sua efervescência. 

Agora que você sabe mais sobre o processo de decantação dos vinhos, que tal entender também sobre como servir o vinho? Temos um material que vai te contar tudo a respeito!

Escrito por: Wine