Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Dicas

É melhor guardar o vinho na horizontal ou na vertical?

11 julho 2016
  • 4671 visualizações
  • 1 comentários

Essa é uma dúvida que sempre bate na hora de armazenar o vinho. Descubra qual é a melhor forma de guardar seus exemplares.

Dos muitos estudos feitos no mundo do vinho, alguns são grandes descobertas, outros derrubam paradigmas. De qualquer maneira, nós, os amantes dessa bebida, vamos aprendendo cada vez mais.

Sempre nos foi passado que vinhos vedados com rolhas tinham que ser estocados na horizontal, para que o líquido fique em contato com o vedante, deixando-o sempre úmido. Assim, a rolha se expande e evita a entrada de ar.

Porém, alguns estudos estão mostrando outra vertente. O primeiro assunto diz respeito a guardar um exemplar por muito tempo. Nos tempos modernos, apenas uma pequena porcentagem de vinhos finos é destinada ao envelhecimento longo.

A maioria dos rótulos é melhor apreciada dentro de alguns poucos anos. Ao envelhecer um vinho, você precisa saber que uma série de reações químicas ocorrem dentro da garrafa e que a temperatura interfere bastante.

Alguns estudos avaliaram a entrada de oxigênio dentro das garrafas, de acordo com a posição de armazenamento. Uma pesquisa australiana acompanhou a entrada de oxigênio durante 5 anos em garrafas armazenadas na vertical e na horizontal.

Dica de leitura:  Drinks com vinhos para eventos

O resultado é surpreendente: a diferença da concentração de oxigênio que entra nos vinhos vedados com rolha e armazenados em pé ou deitados é insignificante.

Então, para vinhos que você não irá guardar por longos anos, não há problema em deixá-los em uma prateleira de casa, posicionados na vertical.

Para esses vinhos, a sua atenção tem que se voltar para as condições do ambiente, como temperatura e umidade. As oscilações de temperatura podem acelerar e frear com frequência as reações químicas.

Isso faz com que o processo de evolução do vinho fique desregulado e pode não mostrar a complexidade e equilíbrio desejados. Podem ocorrer até mesmo reações indesejadas. A temperatura ideal fica em torno de 13-15 °C e a umidade para deixar a rolha saudável deve ficar em torno de 65%.

Umidade muito baixa pode secar a rolha e permitir entrada de oxigênio e, também, vazamento de vinho, o que ocasiona a oxidação precoce. Em ambiente com alta umidade, a rolha pode até mofar, pois as condições se tornam ideais para o desenvolvimento de fungos.

Dica de leitura:  Chandon: sinônimo de elegância e excelência

O mais importante é você cuidar bem do seu vinho para evitar abrir a garrafa e ter surpresas desagradáveis.

Se vai guardar vinhos que serão consumidos em, no máximo, 5 anos deitados ou em pé, você escolhe, de acordo com a sua disponibilidade de espaço.

Vinhos com potencial de guarda máximo de 5 anos para você degustar:

Centare Nero Davola Terre Siciliane IGP 2013Vinho Centare Nero Davola Terre Siciliane IGP 2013 – Apresenta aromas de ameixa e amora maduras, alcaçuz e notas de cacau. Em boca, mostra bom frescor, integrado à fruta, com taninos redondos e final agradável.

PI 3,1415 Branco 2013Vinho PI 3,1415 Branco 2013 – Branco espanhol seco com aromas de pêssego maduro, flor de laranjeira e toques torrados. No paladar, apresenta boa estrutura, toque frutado e mineral, com acidez presente e longo final.

Protos Rosado Ribera Del Duero D.O. 2014Vinho Protos Rosado Ribera Del Duero D.O. 2014 – Com uma cor rosa intensa e concentrada, este vinho é frutado, com notas de cerejas, romãs e leve toque herbáceo, com paladar de bom corpo, fresco e longo.

Escrito por: