Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Dicas

Marqués de Somera e Viña Oria: pérolas espanholas direto de Saragoça

26 Maio 2021
  • 556 visualizações
  • 0 comentários

Conheça mais sobre os rótulos da vinícola Covinca, localizada na tradicional região da Cariñena, na Espanha!

Foto da vinícola Covinca (Reprodução/Facebook)

Situada na região da Cariñena, a mais antiga denominação de origem da comunidade autônoma de Aragão e a segunda mais antiga da Espanha, a vinícola Covinca é formada por cerca de 200 produtores dos arredores de Saragoça, no nordeste do país. 

Unindo a tradição da região a instalações, técnicas e métodos modernos, a Covinca é uma das parceiras Wine, que disponibiliza com exclusividade rótulos dos vinhos Marqués de Somera e Viña Oria. 

Os dois figuram entre as marcas mais concorridas da vinícola e seus exemplares podem ser encontrados na loja Wine. Os vinhos são conhecidos pelo sabor fresco e frutado, pela facilidade em beber, além de serem versáteis à mesa.

A vinícola Covinca dispõe de quase 1.700 hectares de vinhedos em uma moderna bodega em Longares, onde uvas nativas, como Garnacha e Cariñena, misturam-se com outras castas cuidadosamente supervisionadas, como Tempranillo, Cabernet Sauvignon, Merlot, Macabeo, Syrah e Chardonnay. 

Marqués de Somera

É um dos rótulos da vinícola que mais se destacam pelo conceito que une o novo a um clássico reconhecido com vinhos versáteis e fáceis de beber. Confira os exemplares disponíveis e suas características abaixo.

Marqués de Somera Tempranillo 2019

  • Com um estilo jovem e fácil de beber, é amadurecido apenas em tanques de aço inox para preservar as características naturais da uva.
  • Harmoniza com pratos variados da nossa gastronomia, como carne de panela, filé à parmegiana, quiche de alho poró e maminha ao forno, por exemplo. 
  • Temperatura de serviço: 15 °C.

Marqués de Somera Garnacha 2019

  • Apesar de pouco conhecida pelos brasileiros, a Garnacha (ou Grenache) é uma das uvas tintas mais cultivadas no mundo. Esse exemplar se mostra com um perfil jovem e moderno. 
  • Para a elaboração, as uvas são vindimadas à mão no momento ideal de maturação, na primeira quinzena de setembro.
  • Esse vinho pode ir à mesa com nhoque à bolonhesa, arroz carreteiro, lasanha de berinjela, iscas de carne acebolada, ou até mesmo um simples mas clássico espaguete ao sugo.
  • Temperatura de serviço: 15 °C.

Viña Oria

Uma das principais marcas da vinícola, os rótulos garantem harmonizações maravilhosas tanto para almoços ou jantares. Confira:

Viña Oria D.O.P. Cariñena Tempranillo 2019

  • Tem aroma suculento de frutas vermelhas e muito frescor. Trata-se de um vinho jovem, ou seja, não se beneficia de tempo de guarda. 
  • O produtor utiliza a colheita manual para garantir as melhores uvas do vinhedo na elaboração desse vinho.
  • Na taça, pode acompanhar o tradicional ensopado de carne com batatas, escondidinho de carne seca, camarão na moranga, lasanha de berinjela ou, quem sabe, um hambúrguer.
  • Temperatura de serviço: 15 °C.

Viña Oria D.O.P. Cariñena Garnacha 2019

  • Este vinho é do estilo frutado característico da uva Garnacha e indicado para consumo imediato, ou seja, não se beneficia de tempo em guarda.
  • Tem aromas de framboesa e cereja, além de boa acidez com sabor frutado.
  • Combina com sanduíche de rosbife, peixe grelhado, salada caeser com camarão, embutidos, tomate recheado com queijo gouda.
  • Temperatura de serviço: 16 °C.

Denominação de Origem Cariñena

A Denominação de Origem Cariñena é a mais antiga de Aragão e a segunda mais antiga de Espanha. Em 2008, comemorou seu 75º aniversário e, em 2021, a região celebra 88 anos de tradição.

Toda essa tradição somada à implementação de novos processos vitivinícolas, bem como a incorporação de jovens equipes de enólogos e profissionais de gestão com experiência internacional, resultam na produção de vinhos de excelente qualidade que passeiam pelo mundo todo.

Clima e solo da região 

O clima da região onde está localizada a vinícola Covinca é definido como temperado médio, com notável tendência para se tornar continental. Os invernos, portanto, são frios e os verões muito quentes. 

Essa continentalidade, somada aos ventos que sopram em toda a região e dificultam as chuvas, dão origem a uma paisagem semiárida. Uma característica do vento da região, popularmente chamado “cerzo”, é a contribuição para a aridez do clima. 

No entanto, a presença de montanhas nas proximidades tem efeitos positivos sobre as chuvas, o que permite médias anuais mais elevadas e persistentes. As precipitações nas proximidades montanhosas costumam ser muito baixas, de 350 a 540 mm. A temperatura média anual não passa dos 14,5 °C.

A paisagem montanhosa desce até a planície de Cariñena; o solo, a uma determinada altura, é constituído pelas condições ideais para o cultivo da vinha, pois não necessita de muita umidade, mas quando a recebe consegue conservá-la por muito tempo. Nessas áreas, o clima se torna mais ameno e as vinhas encontram o método ideal para o seu desenvolvimento. 

Agora que já conhece um pouco dos rótulos e da região produtora, aproveite as promoções em nosso site!

Escrito por: Wine