Harmonização de A a W

Como harmonizar Panetone e Vinho

10 dezembro 2018
  • 7076 visualizações
  • 0 comentários

O Panetone é uma das delícias que não podem faltar no Natal. Hoje, há opções desse pão especial para todos os gostos. É claro que você pode – e deve – harmonizá-lo com vinho. Saiba como.

Já vai longe a época em que apenas o panetone com uvas passas e frutas cristalizadas, tradicionalmente conhecido por aqui, reinava nas mesas de Natal. Hoje, existem tantas variações que se abrem possibilidades deliciosas para harmonizá-las com vinhos.

A origem do Panetone

Italiano de origem, do Norte do país e possivelmente de Milão, o nascimento dessa delícia natalina pode estar ligado a uma tradição italiana, que remonta à Idade Média, de se consumir no Natal um pão mais saboroso que os do dia a dia.

Há também lendas encantadoras a respeito da sua criação. Uma das mais famosas é uma história de amor, na qual um jovem nobre da cidade de Milão, Ughetto degli Atellani, apaixona-se por Adalgisa, filha de Toni, o padeiro local, que era contra o namoro.

O jovem, então, para ficar próximo da moça e agradar o pai dela, disfarça-se como um ajudante de padeiro e emprega-se na padaria do pai da moça. Lá ele cria um delicioso pão de trigo, com manteiga, ovos, uvas passas e frutas cristalizadas. Sua criação torna-se um estrondoso sucesso e, finalmente, ele consegue a autorização para cortejar sua amada.

Outra versão conta a história de Toni, ajudante de cozinha que, por descuido, deixa queimar a sobremesa que seria servida no banquete ducal de Ludovico, o Mouro. Para substituir o doce ele faz um pão de trigo muito macio, com ovos, açúcar, frutas cristalizadas e uvas passas. O pão faz um enorme sucesso no banquete, e Ludovico, o Mouro, o batiza de “Pão de Toni” (Pan de Toni), em homenagem ao seu criador.

Dica de leitura:  Dicas para harmonizar vinho e pimenta

Em nossas terras o panetone provavelmente desembarcou com os imigrantes italianos, vindos ao final da Segunda Guerra Mundial, para definitivamente fazer parte das nossas festividades natalinas.

Harmonizando com vinho

Agora que você conhece um pouco sobre a história dessa iguaria, vamos voltar ao começo da conversa, lembrando que hoje temos uma grande variedade de versões do panetone. Assim, damos abaixo sugestões para harmonizar vinhos com algumas de suas versões, enriquecendo ainda mais os momentos festivos deste ano.

Uma dica é lembrar que quanto mais doce for o panetone, tanto mais doce deve ser o vinho, para que este último não seja sobrepujado pela doçura do pão.

Panetone com uvas passas e frutas cristalizadas

A versão mais conhecida já tem uma harmonização aprovadíssima, recomendada há tempos, e que funciona deliciosamente. São os vinhos feitos com as uvas Moscatel (Moscato), cujos toques frutados e florais, bem como sua leveza, combinam perfeitamente como o panetone.

Miguel Torres Días de Verano Reserva Muscat 2017 – Aromas de frutas brancas frescas, com toque floral, que lembra rosas. Paladar delicado, leve, com acidez sutil e toque floral.

Panetone com gotas de chocolate

Aqui nos atentamos ao toque do chocolate, que não é tão intenso e combina muito bem com um vinho que tenha notas de frutas vermelhas ou negras e frutas secas, além de um sabor adocicado e um bom teor alcoólico, como este famoso fortificado, o Marsala.

Dica de leitura:  Salada de folhas com camarões grelhados e molho pesto

Marsala Vergine Soleras DOP – Aromas amadeirados, nuance de frutas secas e especiarias. Produzido pela Cantine Pellegrino, vinícola renomada por seus vinhos incríveis.

Panetone com recheio de chocolate

Nesse caso o chocolate predomina, muitas vezes incluído em generosas quantidades. Para equiparar-se a sua intensidade necessitamos de um vinho igualmente intenso, como este tinto licoroso doce à base de uvas Tannat.

Viñedo De Los Vientos Alcyone Tannat Dessert Wine – Um vinho especial e aveludado, elaborado a partir da combinação das técnicas de vinificação dos fortificados italianos Marsala e Barolo Chinato.

Panetone com recheio de doce de leite

Geralmente recheado com doses generosas de doce de leite cremoso, esta versão do panetone precisa também de um vinho de muita doçura, boa graduação alcoólica e notas de mel, como um delicioso Passito di Pantelleria.

Cantine Pellegrino Nes D.O.P. Passito di Pantelleria 2016 – Esse admirável vinho licoroso italiano é adocicado e apresenta aromas de damasco seco, casca de laranja cristalizada, cedro, mel e nozes.

Panetone com nozes

As nozes dão um toque muito especial a esta versão de panetone, e o fazem combinar maravilhosamente com um vinho doce que também tenha um toque aromático de nozes.

Fantinel Ramandolo Docg 2013 – Com um paladar aveludado e doce, esse branco possui aroma de frutas brancas e amarelas em compota e calda como pêssego, notas de mel, castanhas e nozes.

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Bia Miranda

Redatora e revisora da Wine, além de perdidamente apaixonada - e curiosa - pelo mundo do vinho.