Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Harmonização de A a W

União feliz

26 junho 2019
  • 50 visualizações
  • 0 comentários

O inverno chegou e a ideia de apreciar queijos e vinhos é sempre bem-vinda. Aprenda como combiná-los!

Queijos de cabra + Brancos leves e com boa acidez

Queijos de cabra possuem acidez pronunciada e pedem vinhos também com alta acidez, para que haja equilíbrio no paladar, sem que a bebida fique em segundo plano. Tintos encorpados não combinariam neste caso, já que esse tipo de queijo não teria estrutura para suportá-los. Acerte na harmonização com um vinho branco leve, com boa acidez, de preferência sem amadurecimento em madeira.

Deu match!

Partridge Unfiltered Pinot Gris 2017
Mendoza, Argentina
Leve, fresco, floral, frutado, com boa acidez.

Oxford Landing Estates Sauvignon Blanc 2017
South Australia, Austrália
Cítrico, vegetal, leve e com boa acidez

Terra d’Uro D.O. Toro Verdejo 2017Toro, Espanha
Leve, cítrico, fácil de beber, boa acidez

Camembert e brie + Espumantes secos, tintos jovens e frutados

Macios, camembert e brie, quando jovens, têm sabor leve e um toque de intensidade, graças à camada de mofo que os reveste. Tintos ou brancos muito intensos não vão combinar bem, mas a delicadeza de um Pinot Noir do Velho Mundo, um Bordeaux mais jovem ou um italiano da Toscana com, no máximo, médio corpo, farão um belo par. Outra harmonização incrível acontece com espumantes Brut, que limpam a cremosidade desse tipo de queijo.

Par perfeito

Espumante Henri Maire A.O.C. Crémant Du Jura Brut
Jura, França
Saboroso, elegante e com delicioso frescor.

Château Jalousie A.O.C. Bordeaux Supérieur 2016
Bordeaux, França
Médio corpo, boa acidez, taninos presentes e final agradável.

Cecchi Bonizio I.G.T. Toscana Red Blend 2013
Toscana, Itália
Fresco, com taninos macios e notas frutadas.

Parmesão e grana padano + tintos potentes

Dica de leitura:  Rolinho vietnamita com camarão e repolho

O estilo mais firme de queijos duros maturados, como o parmesão e o grana padano, pede um vinho à altura para acompanhá-los. Por isso, tintos do Velho ou do Novo Mundo amadurecidos em carvalho, com taninos mais presentes e acidez aparente, vão combinar por similaridade com esses queijos clássicos. Aposte em variedades como Cabernet Sauvignon, Syrah, Tempranillo de Ribera del Duero ou da Rioja e blends portugueses, principalmente.

Romance ideal

Cinco Elementos Roble D.O. Ribera del Duero Tempranillo 2016
Ribera del Duero, Espanha
Corpo de médio para encorpado, com taninos presentes e final agradável.

Maycas del Limarí Reserva Especial Syrah 2015
Valle del Limarí, Chile
Frutado, amadeirado, com final longo

Pinhal da Torre Resoluto 2015
Tejo, Portugal
Encorpado, taninos presentes, acidez agradável, final longo.

Roquefort e gorgonzola + Sauternes

Combinar queijos azuis, como gorgonzola e roquefort, com o francês Sauternes é um clássico, uma nobre combinação que costuma ser tão prazerosa quanto cara. Uma opção mais acessível de harmonização é o português Moscatel de Setúbal, ou mesmo um de colheita tardia de outras regiões, que não precisam ser francesas. Fortificados como Porto e Marsala também caem muito bem aqui. A ideia, nesta combinação, é harmonizar tanto por oposição (com o dulçor do vinho combinando com o salgado dos queijos) como por similaridade, já que a textura rica dos queijos combina com a untuosidade que esses vinhos geralmente apresentam.

Deu match!

Allesverloren Fine Old Vintage 2011
Swartland, África do Sul
Equilibrado, intenso, encorpado.

Cantine Pellegrino D.O.P. Pantelleria Passito Liquoroso 2017 500 ml
Pantelleria, Itália
Doce, com boa acidez e médio corpo.

Marsala Superiore Riserva Oro Dop
Marsala, Itália
Doce, macio, cheio e persistente.

Dica de leitura:  A versatilidade da Chardonnay em 11 vinhos

Fondue de queijo + Chardonnay

As fondues, geralmente, combinam vários tipos de queijo e o resultado costuma concentrar sabores de peso leve a médio, não tão salgados. Para harmonizar bem, pode ser escolhido um Chardonnay com um pouco de madeira, e tintos com médio corpo e boa acidez. Assim os sabores serão complementados, a acidez dos vinhos limpará a gordura dos queijos e a combinação será ideal. Uma ótima alternativa — que vale também para acompanhar uma caprichada tábua de frios – são os espumantes Brut.

Almas gêmeas

Louis Bouillot A.O.C. Crémant de Bourgogne Brut
Bourgogne, França
Com boa acidez, é cremoso e saboroso.

La Mora D.O.C.G. Morellino Di Scansano 2015
Toscana, Itália
Notas gustativas frutadas, florais e de especiarias.

Canepa Reserva Famiglia Chardonnay 2017
Valle Central, Chile
Frutado, leve, acidez agradável.

Tábua de queijos + espumantes Brut

Agora que você já leu nossas sugestões, que tal combinar todos os queijos que indicamos e ainda complementar com provolone, gouda, emmental e gruyère? Para harmonizar, um bom curinga seria um espumante Brut. Outra sugestão para um casamento feliz é fugir dos extremos: não optar por brancos ou tintos que não sejam muito leves ou muito encorpados.

Um para o outro

Canepa Novísimo Cabernet Sauvignon 2017
Valle Central, Chile
Médio corpo, frutado, com acidez agradável.

Finca Constancia Parcela 52 Single Vineyard Verdejo 2017 91JS
Castilla la Mancha, Espanha
Corpo de leve para médio, intenso, final persistente.

Espumante Château Beausoleil Reserve A.O.C. Crémant de Limoux Extra Brut
Limoux, França
Notas de fermento, boa cremosidade e frescor.

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Ana Cristina Fulgêncio

Formada em Bioquímica Agrícola e em Viticultura e Enologia, já atuou em vinícolas, desde a elaboração até a venda do produto final.