Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Sommelier Wine

Vinho Chianti: conheça o clássico italiano

10 março 2021
  • 10926 visualizações
  • 0 comentários

Chianti, os vinhos produzidos na tradicional região da Itália, são riquíssimos em história e sabores. Conheça!

Entre os apaixonados pelo universo dos vinhos é difícil encontrar quem nunca tenha ouvido falar ou degustado os clássicos Chianti. Isso pela longa tradição dos rótulos, que têm sua história entrelaçada com toda a trajetória da Itália na produção de vinhos. 

Ao falar sobre o rótulo, é importante já esclarecer uma dúvida comum: Chianti não é nome de uma uva, mas sim de uma região da Itália produtora dos vinhos. A clássica Toscana está localizada no centro da Itália e, no centro da Toscana, entre Florença, Siena e Arezzo, está Chianti – uma região encantadora e repleta de colinas.

Características dos vinhos Chianti

Por padrão, os rótulos Chianti são sempre produzidos a partir da uva Sangiovese, sendo necessário conter pelo menos 80% da casta. Outras variedades, como Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, não podem ultrapassar o limite de 15% na composição do blend. Já as uvas brancas devem estar presentes em até 10% do vinho.

O sabor marcante dos rótulos faz sucesso em todo o mundo, alcançando o status de vinho mais exportado da Itália. Além do volume de consumo, a incrível qualidade dos rótulos Chianti de hoje também é confirmada pelo status de um vinho com a Denominação de Origem Controlada e Garantida (DOCG).

História do vinho Chianti

Em 1716, foi criada uma lei que regulamenta a produção dos vinhos Chianti, venda e utilização do nome – além de estabelecer as delimitações de áreas produtoras. Foi como nasceu a Denominação de Origem para os vinhos de Chianti, considerada a primeira DO oficialmente reconhecida do mundo apesar dos portugueses reivindicarem a Denominação de Origem do Vinho do Porto como a primeira do mundo. 

No ano de 1984, a região tornou-se uma Denominação de Origem Controlada e Garantida, a mais alta classificação italiana para vinhos.

Sub-regiões da DOCG Chianti: 

  • Colli Aretini;
  • Colli Fiorentini;
  • Colli Senesi;
  • Colline Pisane;
  • Montalbano;
  • Montespertoli e 
  • Rufina. 

Com a longa e clássica extensão de vitivinícolas em Toscana, a região se tornou uma atração turística para italianos e visitantes de outras nacionalidades. Desde a Idade Média até o Renascimento, o Chianti Clássico traz até hoje uma efígie de um galo negro na garrafa para simbolizar os rótulos clássicos dos comuns. 

Dicas de harmonização com vinho Chianti

Quando pensamos nas tradicionais massas italianas, a relação com uma bela taça de vinho Chianti é automática para os apaixonados por vinhos. Os rótulos apresentam uma alta acidez e taninos médios, o que os tornam perfeitos para a combinação de pratos mais gordurosos. 

Se a escolha for uma deliciosa carne, o Chianti também é uma ótima opção para manter a presença do prato, pela sua maior acidez e menor persistência. 

Pratos que harmonizam com o Chianti:

  • Macarrão com molhos à base de tomate; 
  • Pizza de calabresa;
  • Tábuas de frios como salames e queijos;
  • Empadão de bacalhau;
  • Risoto de tomate seco;
  • E carnes vermelhas em geral. 

Um exemplo clássico e rótulo incrível é o Carpineto Riserva D.O.C.G. Chianti Classico 2016, com um corpo elegante e notas florais, o vinho italiano é um legítimo Chianti 100% produzido com a uva Sangiovese. O Carpineto Riserva acompanha perfeitamente pratos como risoto de tomate seco, berinjela à parmegiana e empadão de bacalhau.

Quer entender mais sobre a harmonização de vinhos

A Winepedia preparou um guia completo com dicas importantes para que você faça uma combinação perfeita. Confira!

Guia de Harmonizações Wine

Escrito por: Wine