Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Curiosidades

“A comida do Pará foi feita para ser degustada com um bom vinho”

24 setembro 2019
  • 66 visualizações
  • 0 comentários

Fã de Pinot Noir, Gaby Amarantos fala sobre vinhos e sabores da sua terra

Confira na edição N.117 da revista Wine.com.br um bate papo com Gaby Amarantos. Fã de um bom Pinot Noir, cantora, atriz, apresentadora de televisão e símbolo do Pará fala sobre cultura, prazeres cotidianos e enfrentamento.

Aqui, você pode saborear uma palhinha deste delicioso bate-papo.

Como começou sua relação com o vinho?
Fui desenvolvendo esse gosto depois que comecei uma ascensão social mesmo. Lembro quando eu não tinha grana e bebia uns vinhos ruins, mas adorava e depois fui entendendo que não, que os sabores e uvas são diferentes. Muito também de eu ter começado a viajar por causa da música e descobrir o vinho de determinado país.

E quais são suas variedades favoritas?
Gosto muito de Pinot Noir, é a minha uva preferida. Malbec e Cabernet Sauvignon são vinhos que tomo quase diariamente.

Dica de leitura:  Quem inventou o vinho?

Hoje entendo um pouco mais no paladar o vinho que vai bem com carne, por exemplo, ou um branco que é bom para acompanhar peixes. Adoro beber e conhecer, sabe a história, de onde vem, quem produz essa bebida, ir fundo.

Que tipo de vinho você recomendaria para acompanhar um prato típico do Pará?
Acho que tudo o que a gente tem é bem mais para o branco ou para o rosé – a não ser determinados peixes que têm uma carne um pouco mais pesada, que podem casar com um vinho tinto um pouco mais leve. Mas os brancos caem perfeitamente, desde você comer um filhote [peixe amazônico], até um arroz paraense, preparado com tucupi [caldo aromático e ácido, extraído da raiz da mandioca-brava] e jambu [hortaliça que provoca a sensação de dormência na língua].

Dica de leitura:  Dia das Mães com vinho

Sobre o jambu, cuja cachaça intitula uma de suas músicas mais recentes, o que harmonizaria com ele?
Acho que o jambu vai muito bem com vinho branco e com rosé. E o peixe, também tão comum em nossa gastronomia, tem carne branca, então a sintonia é perfeita. Mesmo os frutos do rio, como aviú ou turu, harmonizam perfeitamente com vinhos brancos. Até arrisco um vinhozinho rosé com um bom tambaqui ou pirarucu, que têm carne mais específica, cai superbem!

Soa bem apetitoso, mesmo.
A comida do Pará foi feita para ser degustada com um bom vinho, é um casamento perfeito!

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Marcos Diego Nogueira

Edita a revista Wine.com.br e é apreciador e estudioso do mundo dos vinhos, da cerveja e da gastronomia.