Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Curiosidades

A vez dos vinhos brancos

01 dezembro 2015
  • 939 visualizações
  • 0 comentários

Entenda o que há por trás do sucesso dos vinhos brancos, estilo que vem conquistando o paladar brasileiro.

Cada vez mais procurados, os vinhos brancos vêm ganhando espaço cativo no gosto nacional. Seguindo essa linha, a Revista Wine.com.br de novembro traz algumas razões que explicam o sucesso que esse estilo tem alcançado.

Para começar, se pensarmos nas temperaturas que enfrentamos no nosso país, leveza, frescor, aromas florais, muita fruta: é tudo de que precisamos nos dias mais quentes. E é, também, o que encontramos nos vinhos brancos.

Além disso, esse estilo pode acompanhar todos os instantes do dia: à mesa, relaxando à beira da piscina ou do mar, alegrando um jantar, acompanhando um brunch ou, simplesmente, brindando a convivência com os amigos em casa.

Ultraversáteis, os vinhos brancos são a escolha certa para vários momentos em versões das mais variadas. Há os leves, sem estágio em madeira. Há os estruturados, mais aveludados, que surpreendem quando harmonizados com alimentos tidos como exclusividades para os tintos – o caso das massas, vitelas e carpaccios de carne.

Dica de leitura:  Julgamento de Paris

E, dentro desse mundo, a uva mais comum é a Chardonnay, cuja versatilidade permite que cada país produtor crie sua própria versão.

Há ainda outro três motivos principais para o sucesso crescente das harmonizações com vinhos brancos. Um deles é a acidez, muito mais proeminente do que nos tintos, que permite que os brancos sejam indicações perfeitas para as novas fusões com as cozinhas orientais com ingredientes e condimentos que, na maioria dos casos, são brigas certas com os taninos dos vinhos tintos.

O segundo fator são as nuances de salinidade e de mineralidade presentes em alguns tipos de brancos, como os elaborados com a Sauvignon Blanc. Com eles, o sabor dos frutos do mar se pronuncia sempre bem mais agradavelmente do que com os tintos.

Por fim, o terceiro motivo é o frescor, que permite a combinação com praticamente todas as massas e carnes, até mesmo as mais gordurosas, “lavando” a boca e trazendo novas combinações de aromas ao universo das harmonizações.

Dica de leitura:  Quem inventou o vinho?

Com razões assim, fica difícil não ficar na vontade de degustar e até mesmo preparar uma harmonização com um bom branco, não é mesmo? Aproveite a proximidade do verão e brinde seus bons momentos com vinhos brancos!

Escrito por: Bia Miranda

Redatora e revisora da Wine, além de perdidamente apaixonada - e curiosa - pelo mundo do vinho.