Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Curiosidades

Blends: a alquimia dos vinhos

17 julho 2018
  • 1926 visualizações
  • 0 comentários

Você sabe o que são blends? Esse é um termo muito comum no mundo do vinho e tem como sinônimos assemblages e cortes. Descubra agora o que significam.

A arte dos blends é um tema bastante amplo dentro da cultura do vinho, mas, afinal, o que se leva em conta na hora de produzir excelentes exemplares desse estilo – também conhecido como assemblage (do francês) ou vinho de corte?

As características das uvas são mandatórias, claro. É o equilíbrio entre elas, pelas mãos do enólogo experiente, que gera vinhos únicos. E quando falamos da fruta, temos que levar em conta diversos outros fatores, como aspectos do terroir, o amadurecimento em barricas de carvalho, o próprio tipo do carvalho, a safra etc.

Há blends bastante tradicionais, como o famoso corte bordalês – específico de vinhos produzidos em Bordeaux, região da França conhecida por seus excelentes assemblages –, que, no caso dos tintos, traz a clássica combinação de Merlot com Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, podendo a Malbec e/ou a Petit Verdot entrarem em proporções menores.

Dica de leitura:  É tempo de colheita

Certamente, Bordeaux contribuiu para a boa fama dos blends e inspira enólogos de todo o mundo a ousarem nas misturas de uvas que se diferem bastante entre si.

Agora que você já sabe como as mesmas uvas em diferentes quantidades podem resultar em vinhos cheios de personalidade, é hora de testar na prática os excelentes exemplares ao lado!

Escrito por: