Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Curiosidades

Vinho congela?

23 março 2021
  • 30542 visualizações
  • 1 comentários

Os vinhos são bebidas muito sensíveis, com necessidades específicas de armazenamento. Mas, será que o vinho congela? Confira agora!

Você já deve ter passado por alguma situação parecida com essa: vai receber visitas ou surgiu uma comemoração de última hora e você precisa gelar as bebidas o quanto antes. Neste momento, o instinto costuma nos levar a colocar o vinho no freezer, não é mesmo?

Mas, será que o vinho pode congelar? A resposta é sim!

O vinho é composto por água, álcool e outras substâncias, como os minerais e o açúcar. Enquanto a água começa a congelar em 0º C, o álcool necessita de estar a -114º C para entrar em sua fase sólida. 

No caso dos vinhos, que possuem esses dois componentes, a temperatura de congelamento é de cerca de -6º C, podendo variar dependendo da graduação alcoólica – quanto mais álcool, menor é a temperatura de solidificação. 

Agora que você sabe que o vinho pode congelar, confira dicas para manter todas as características da bebida e não deixar a bebida congelar nunca mais. Confira!

Controle sobre a temperatura 

Os vinhos são bebidas muito sensíveis e, por isso, eles precisam estar armazenados em ambientes bem controlados para preservar as características de cada rótulo e garantir uma deliciosa degustação. 

O ideal é armazenar o vinho em ambientes com temperatura média entre 14º C a 17º C e evitar grandes variações de temperatura. Então, se você colocar o vinho no freezer, onde a temperatura estará bem mais baixa, irá impactar na degustação da bebida. 

Umidade e vinho não combinam

Pode parecer estranho dizer que a umidade e o vinho não combinam, porém é importante saber que isso é a mais pura verdade!

A umidade em excesso cria condições para proliferação de fungos, o que pode danificar os rótulos. E além disso, a umidade faz com que o vinho congele mais rápido.  

Quebra ou vazamento 

Outro risco que ninguém quer correr é deixar o vinho congelar a ponto de ocorrer vazamentos ou quebra da garrafa. 

Quando a água congela, ela se expande, o que consequentemente aumenta seu volume, que passa a ocupar mais espaço. E como a água é o componente que possui maior volume no vinho, a sua expansão gera uma pressão dentro da garrafa que pode quebrar o vidro ou expulsar o vedante. 

E mesmo que não ocorra a quebra ou o vazamento, o ar pode entrar na garrafa, já que a umidade do freezer é mais baixa em relação ao grau de umidade ideal para conservação da rolha de cortiça.

Temperaturas ideais para os vinhos

Como podemos ver anteriormente, a temperatura não pode passar despercebida quando o assunto é a degustação do vinho. 

A temperatura é muito importante e irá fazer extrema diferença na sua experiência. Se um vinho estiver muito gelado, entre 9 e 10º C, por exemplo, ficará mais difícil perceber seu aroma. Por outro lado, se ele estiver a uma temperatura de 25º C, o álcool será predominante. 

Confira essas dicas de  temperatura ideal para cada tipo de vinho: 

Temperatura para vinhos brancos: 

  •  Brancos leves: 7 a 9º C
  •  Brancos amadeirados ou envelhecidos: 10 a 12º C
  •  Brancos licorosos: 10 a 12º C


Temperatura para rosés: 

  • Rosés: 9 a 12° C


Temperatura para espumantes: 

  • Espumantes: 6 a 8°C 
  • Prosecco: 6ºC 
  • Champagnes: 9 a 12°C


Temperatura para vinhos tintos: 

  • Tintos leves: 12 a 15°C
  • Tintos jovens: 14 a 15°C
  • Tintos médios: 15 a 16°C

Lembrando que todos os cuidados indicados são importantes para preservar todas as características de cada rótulo e ter uma degustação perfeita. Mas, se você esquecer o vinho no congelador por pouco tempo e não houver sinais de quebra ou vazamentos, basta descongelar em temperatura ambiente e consumir normalmente. 

Ficou interessado em saber mais sobre as formas ideais de guardar os vinhos? Listamos 7 dicas para armazenar perfeitamente as garrafas, para ter uma degustação incrível. Confira!

Escrito por: Wine