Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Curiosidades

Vinhos secos de Tokaj

17 janeiro 2018
  • 2192 visualizações
  • 0 comentários

Tokaj, na Hungria, é muito famosa por seu vinho doce conhecido como “o vinho dos reis e o rei dos vinhos”. Mas essa região também produz incríveis vinhos secos. Saiba mais.

A Hungria é um país da Europa Central, localizado entre os paralelos 46 e 49, que é o mesmo intervalo de latitude de muitas das principais regiões vinícolas da França, do Norte do Rhône até Champagne. Atualmente, a Hungria figura como o 18° produtor de vinhos do mundo e o 10° da Europa.

A surpreendente Tokaj

Tokaj é o nome da região que ficou mundialmente famosa pelo vinho Tokaji Aszú, conhecido desde a época do Rei Luís XIV até os tempos atuais, como o “vinho dos reis e o rei dos vinhos”. Porém, não é apenas de vinhos adocicados que Tokaj é feita. Com 7 macrorregiões e 22 regiões vinícolas crescendo em centenas de variedades, o país oferece uma grande variedade de excelentes vinhos para explorar.

Localizada no Nordeste da Hungria, Tokaj é uma região pequena de cerca de 5.500 hectares de vinhas e foi declarada uma das primeiras denominações do mundo, no ano de 1737, e, desde 2002, é Patrimônio Mundial da UNESCO. Seu território é de 6202 hectares, localizado geograficamente entre algumas montanhas.

São diversas as histórias que envolvem os séculos de fama dos vinhos de Tokaj. Uma das mais curiosas é de que, certa vez, um pensador italiano chamado Marzio Galeotto, ao visitar a região, espalhou por onde passou que os vinhos de Tokaj continham ouro.

Dica de leitura:  Pinturas com vinho

É daí que vem algumas afirmações de que os exemplares dessa região são ‘ouro líquido’. O burburinho foi certo, e logo na sequência, um alquimista muito famoso da época, Paracelsus, esteve na região húngara e desmentiu a curiosa afirmação. Ele expôs que, o dourado da região, das uvas e dos vinhos, tinham relação com o sol, e nada mais.

Apesar de sua fama vir dos vinhos adocicados, atacados naturalmente pelo fungo Botrytis cinerea, os vinhos secos vêm conquistando cada vez mais seu espaço, com algumas vinícolas que estão modernizando seu portfólio.

O terroir é adequado para a maturação perfeita das uvas, devido ao solo vulcânico e às condições climáticas favoráveis, garantindo a produção de exemplares muito especiais.

Uvas da região de Tokaj

Seis variedades de uva são oficialmente aprovadas para a produção de vinho em Tokaj. O destaque vai para a Furmint (que ocupa 60% da área), Hárslevelű (ocupa 30% e é conhecida também como Feuille de Tilleul) e Yellow Muscat ou Muscat Lunel. Além disso, há a Zéta (conhecida como Oremus, Kabar e Kövérszőlő, Grasa de Cotnari e Resertraube), sendo essa última uma variedade de uva nativa da Transilvânia que quase desapareceu após a epidemia de filoxera do século XIX.

Dica de leitura:  Tipos de vedantes

Vinhos secos de Tokaj

Os produtores de Tokaj estão investindo cada vez mais nos vinhos secos há 15 anos, principalmente da casta Furmint. O varietal já provou ser uma das grandes variedades brancas do mundo, com uma impressionante mineralidade e estrutura.

O sabor dos vinhos secos produzidos na região do vinho de Tokaj é único, e o caráter mineral é muito presente. Vinhos com deliciosa acidez e sabor são elaborados para acompanhar conversas no fim da tarde ou harmonizar com momentos agradáveis. Vale a pena provar!

Pajzos Ladiva T Tokaj Furmint 2016Pajzos Ladiva T Tokaj Furmint 2016 – Vinho branco com aromas de frutas cítricas frescas, com notas de pêssego, damasco e toque mineral. Seu paladar é leve, de acidez agradável, cítrico e de traço mineral.

Pajzos Ladiva S Tokaj Hárslevelü 2015Pajzos Ladiva S Tokaj Hárslevelü 2015 – Aromas de frutas brancas maduras, com toque de fermento e mineralidade. Em boca, ele se mostra frutado e com toque mineral e final cítrico.

Escrito por: