Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Dicas

Aprenda a conservar o seu vinho com estas dicas infalíveis

20 julho 2021
  • 9156 visualizações
  • 0 comentários

Qual o melhor lugar para armazenar as garrafas? Como guardar o vinho depois de aberto? Confira as melhores orientações para conservar seus exemplares em casa

É muito comum que as pessoas tenham dúvidas sobre como conservar os vinhos em casa logo após adquirir algumas garrafas daquele exemplar favorito. 

Para garantir que a bebida não estrague ou não sofra alterações, é necessário saber guardá-la corretamente e também ter atenção ao tempo indicado para guarda e consumo, por exemplo.

Dica de leitura: Aprenda a preparar drinks com todos os tipos de vinho

Para a conservação adequada, você pode optar por modelos econômicos de adegas ou armários que atendam às orientações básicas como claridade e ventilação. 

Seguindo as dicas que reunimos aqui, você não vai precisar mais se preocupar com a conservação de seus vinhos.

Para quem gosta de podcasts, também recomendamos ouvir o episódio 9 do Wineverso, o podcast da Wine, sobre como guardar e cuidar dos seus vinhos. Disponível no Spotify, Google Podcasts, Apple Podcasts, no Castbox ou Soundcloud.

1. Opte por locais com temperatura adequada

A orientação geral dos especialistas é de manter os vinhos sempre em ambientes com temperatura mais amena e estável, na faixa entre 12 e 16 °C.

Caso a temperatura esteja um pouco mais alta, mas o vinho vá ser consumido em poucos dias, não há risco para a qualidade da bebida. Mas fique atento: se passar de 25 °C o calor pode ser prejudicial ao rótulo.

2. Deixe as garrafas longe da luz

Seus vinhos têm que estar protegidos tanto da luz do sol, quanto do foco de lâmpadas com potência alta. Os raios de iluminação podem atrapalhar a qualidade da bebida, principalmente se houver calor em excesso também.

3. Escolha locais com ventilação para o armazenamento

Armazene suas garrafas preferencialmente em locais arejados. Em ambientes fechados e mal ventilados, existe o risco da proliferação de fungos, que podem afetar a rolha e, em seguida, estragar o conteúdo da garrafa.

4. Evite as estantes

Locais instáveis, com possível trepidação, não são uma boa opção para armazenar seus vinhos. 

O móvel ou estrutura precisa ser firme, para que a garrafa não se mova com frequência. 

Você pode deixá-los no chão, ou em um espaço apropriado semelhante a uma colmeia. 

5. Evite manusear os vinhos

Deixe para retirar as garrafas do local apenas no momento em que for consumir a bebida. 

6. Qual deve ser a posição da garrafa?

Há quem defenda o armazenamento dos vinhos tanto na horizontal, quanto na vertical. Para vinhos que irão passar muito tempo na adega (mais de um ano, por exemplo) o recomendável é deixar as garrafas na horizontal, para que a rolha não resseque, causando a oxidação da bebida. Espumantes sempre de vertical.

7. Fique de olho no tempo de guarda

Cada vinho tem seu prazo de validade, e nem todos reagem bem após um longo período guardado. Então, lembre-se sempre de olhar no rótulo as indicações do produtor sobre o tempo de guarda e de consumo.

Garrafas de vinho ilustram post sobre como conservar vinho em casa

E depois de aberto, como conservar o vinho?

Para quem é apreciador de um bom vinho, nada como abrir uma garrafa para relaxar após um dia de trabalho ou mesmo para acompanhar uma refeição. 

Mas, nestes casos, eventualmente surgem algumas dúvidas: posso guardar o vinho que sobrou pela metade? Como devo armazená-lo de forma que ele fique conservado por mais tempo?

É importante saber que, ainda que tenha um potencial de guarda, os vinhos são expostos ao oxigênio quando as garrafas são abertas, e isso faz com que as principais características sensoriais da bebida sofram alterações. 

Isso ocorre porque o vinho é uma bebida viva, que está sempre evoluindo por meio de reações químicas. Quando a rolha é retirada, aumenta-se a intensidade desses processos sobre as propriedades originais do vinho. 

Vale ressaltar que cada garrafa pode ter um comportamento diferente, e até por isso a dica é consumir a garrafa por completo no mesmo dia de sua abertura.

Também vale investir em exemplares menores, como os de 375ml. 

  • Espumante (Champagne, Prosecco, Cava)

Depois de aberto, o espumante perde suas características muito rapidamente, principalmente a perlage, as famosas bolhas de gás carbônico da bebida. 

O vinho espumante não estraga de um dia para o outro, se for guardado em temperatura baixa, mas o gás e os aromas inevitavelmente se perderão. 

Por isso, a dica é consumir a garrafa por completo logo após sua abertura.

  • Vinhos branco e rosé

Armazenados na geladeira ou em uma adega climatizada, o vinho branco e o vinho rosé podem ser consumidos até um dois após sua abertura.

O frescor e a intensidade dos aromas estará um pouco mais sutil, mas os vinhos ainda vão estar bons para o consumo.

  • Vinho tinto

De maneira geral, os vinhos tintos possuem mais estrutura que os espumantes, e os vinhos branco e rosé. Portanto, duram um pouco mais depois de abertos, desde que sejam armazenados da forma correta. 

Os tintos mais simples e jovens podem ser consumidos em até dois diase sem grandes perdas nos aromas e no paladar. 

Os tintos mais complexos, com taninos presentes, mais alcoólicos e amadurecidos alguns meses em barricas de carvalho, suportam cerca de quatro dias também sem grandes alterações.

  • Vinho do Porto e vinhos fortificados

Mesmo com teor alcoólico bastante alto, o vinho do Porto e os fortificados também sofrem perdas e oxidação após abertos. 

Cada garrafa se comporta de uma forma, mas em geral estes vinhos duram até 30 dias sem alterações significativas em suas qualidades e características.

Para isso, precisam ser conservados em adega ou geladeira, para evitar que as temperaturas mais altas acelerem a deterioração do vinho.

Mais dicas gerais para conservar os vinhos abertos

  • Depois que retirar a rolha, não utilize-a para fechar a garrafa novamente antes de guardar o vinho. O contato que o objeto teve com a mesa ou outra superfície pode causar uma contaminação na cortiça. Prefira os vedantes de metal, que podem ser lavados e não têm cheiro.
  • Antes de levar a garrafa de volta para a adega ou geladeira, higienize a parte de fora com um pano limpo ou toalha de papel com álcool.
  • Se for guardar o restante do vinho aberto na geladeira, evite colocar a garrafa na porta do eletrodoméstico. O movimento de abrir e fechar vai acelerar a oxidação do seu exemplar.
  • Existem no mercado alguns modelos de bombas à vácuo, para retirar o ar da garrafa. Este acessório pode auxiliar na conservação do vinho, caso você seja um consumidor mais assíduo.

Agora que já sabe todas as orientações sobre como conservar seu vinho em casa, baixe o aplicativo Wine – disponível para dispositivos iOS e Android – e aproveite promoções e outras vantagens exclusivas!


Escrito por: Wine