Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Enoturismo

Regiões satélites de Saint-Émilion

10 março 2016
  • 1025 visualizações
  • 0 comentários

Conheça as regiões satélites de Saint-Émilion e o que elas têm a oferecer.

Bordeaux, na França, é maior do que muita gente imagina. O lugar se divide em regiões produtoras de vinho espalhadas entre a margem esquerda e direita e Entre-Deux-Mers, com exemplares que são desejados por muitos apreciadores da bebida.

Algumas dessas regiões são Médoc, Pomerol, Sauternes, Saint-Émilion e Pauillac. Nós já até falamos um pouquinho das preciosidades que elas produzem e nossos Winehunters se encarregaram de garantir o seu acesso a alguns desses rótulos por meio do Grand Vin Seleção de Bordeuax.

No entorno dessas famosas regiões, existem algumas outras não tão conhecidas, mas que também podem nos surpreender com seus vinhos únicos, as chamadas regiões satélites.

Saint-Émilion, por exemplo, tem quatro regiões satélites: Montagne Saint-Émilion, Lussac Saint-Émilion, Puisseguin Saint-Émilion e Saint-Georges Saint-Émilion. Repare que todas possuem a referência da região mais famosa no próprio nome. Isso é bem comum por lá.

Dica de leitura:  Vinícola exclusiva: a histórica Urmeneta

Desde 1936, as regiões satélites ganharam o direito de incluir Saint-Émilion após o nome dos vilarejos onde estão inseridas. Foi nesse mesmo ano que as quatro receberam a certificação de Denominação de Origem Controlada (AOC).

Mapa Saint-Émilion

As Denominações satélites estão localizadas nas redondezas dos quatro vilarejos de mesmo nome: Montagne, Lussac, Puisseguin e Saint-Georges, termos que batizaram as AOC.

Elas ficam à nordeste de Saint-Émilion, em uma área com terreno acidentado, com colinas dominadas por inúmeros e prestigiados edifícios históricos. As uvas são as mesmas utilizadas em Saint-Émilion, com predomínio da Merlot.

São regiões pequenas, tanto em extensão de hectares com vinhas, como na quantidade de litros produzidos anualmente. Dentre as quatro, a maior é a Montagne Saint-Émilion, que possui 1.600 hectares plantados e produz 92.000 hectolitros de vinho, por ano.

Dica de leitura:  Chile - Roteiros do vinho

Essa região satélite apresenta solo predominantemente argilo-calcário e se mostrou excelente para a adaptação da uva Merlot. Excelentes provas disso são os vinhos que estão no ClubeW Premium este mês, dois exemplares pontuados, elaborados pelo Château La Couronne. Saiba mais sobre eles no vídeo abaixo:

Escrito por: