Diário do Winehunter

Aventuras pelo Novo Mundo

02 maio 2018
  • 930 visualizações
  • 0 comentários

Embarcamos em mais uma jornada internacional com nossos Sócios Wine – desta vez, com os quatro felizardos casais de ganhadores da campanha de aniversário da Wine.

Passamos quatro dias incríveis visitando as vinícolas da África do Sul, um dos destaques do Novo Mundo do vinho, como a lendária Fleur du Cap, uma das marcas de destaque dentro do grupo Distell, a maior empresa de bebidas alcoólicas do país.

O nome da vinícola, Fleur du Cap, surgiu devido a sua localização, em uma área conhecida como o Reino Floral do Cabo. Essa área abriga cerca de 9.600 espécies de plantas, mais do que a totalidade do Hemisfério Norte. Tudo isso em Stellenbosch, uma região situada entre as montanhas e o mar, com clima privilegiado e belíssimas paisagens.

Além da beleza do local, a vinícola tem uma das adegas mais prestigiadas da África do Sul, a Die Bergkelder. Conhecida como a adega da montanha, foi a primeira subterrânea construída no Hemisfério Sul, inspirada nas adegas da França e Alemanha.

Lendária, foi projetada, na época, para manter o vinho a uma temperatura ideal, por conta do forte calor africano. Pudemos provar vinhos bárbaros lá.

Também aproveitamos para visitar a Nederburg e apreciarmos uma refeição no incrível restaurante The Red Table, na histórica Manor House. A vinícola foi fundada em 1791 por Philippus Wolvaart, que recebeu o título da propriedade pela Companhia Holandesa das Índias Orientais (DEIC), que governava o Cabo naquela época. 

O nome Nederburg foi escolhido para honrar um comissário da DEIC, Sebastiaan Cornelis Nederburgh. Mais tarde, o ‘h’ foi retirado da grafia do nome da propriedade, ficando até hoje com a grafia de Nederburg. A casa que o fundador Wolvaart construiu para sua família, em 1800, hoje é um monumento nacional.

O passeio pelo parque até o Cabo da Boa Esperança também é muito emocionante! Ver de perto o encontro dos oceanos Atlântico e Pacifico é realmente uma experiência marcante.

A passagem por Boulders Beach, a praia dos pinguins, é muito legal e  a água é geladíssima. Muito fria mesmo, a ponto de pinguim nenhum botar defeito. E isso é ótimo, principalmente para os humanos, que podem ficar longe do mar, apenas observando os pinguins africanos que vivem lá. Os bichos tomam sol, entram no mar e até posam para algumas fotos.

Diário do Winehunter

Escrito por: Vicente Jorge

Winehunter, já lecionou em cursos de sommelier e tem mais de 22 anos de experiência no mundo do vinho.