Diário do Winehunter

Bordeaux em festa

29 julho 2016
  • 1328 visualizações
  • 0 comentários

Cité du Vin e Hospitaliers de Pomerol. Na nossa última viagem a Bordeaux, conhecemos um incrível museu e recebemos mais uma condecoração. Confira.

Foi uma semana de primavera bastante agitada em Bordeaux. A cidade estava mais charmosa e movimentada do que nunca.

Nós fomos convidados para a inauguração do aguardado Cité du Vin, um museu destinado à cultura do vinho incrivelmente bem feito e bonito. É praticamente a Disney do vinho.

Chegamos de barco, pois nosso amigo Benoit Calvet é apaixonado por barcos e queria ser o primeiro a atracar no píer do museu. E fomos.

Em forma de decanter, que uns dizem ser o desenho que o vinho toma quando despejado na taça, o lugar é bárbaro. A presença de personagens do mundo do vinho de vários países, de políticos e do presidente da França, François Hollande, movimentou ainda mais a cidade.

É um passeio imperdível para quem vai a Bordeaux e gosta de vinhos. Pode-se aprender muito interagindo com os mecanismos e instalações.

Foram 3 anos de obras, 750 empregos criados, 50 empresas participantes da construção e 83 patrocinadores do setor de vinhos. O museu possui 55 metros de altura, 13.350 m2 e 574 arcos de madeira que compõem o teto cujo tempo de fabricação foi de 14.000 horas. O custo total foi de 81 milhões de euros.

Bordeaux, Patrimônio Mundial da UNESCO, foi eleito o melhor destino na Europa, em 2015. Embora tenha sido a cidade escolhida para abrigar o museu, a Cité du Vin não se restringe à região. Durante um ano, a empresa bordalesa Grand Angle Prodution fez um tour por 17 países, a fim de captar imagens aéreas de 22 regiões vitícolas. Fotos que podemos ver lá.

Dica de leitura:  Receita de brownie com nozes

Cité du Vin

Há também um restaurante imperdível, o Le 7, no sétimo andar, com uma vista de 360°.

Cité du Vin

Nesta mesma semana, fomos condecorados a Hospitaliers de Pomerol, a mais exclusiva honraria francesa, que completou 50 anos, concedida às pessoas que promovem os vinhos de Pomerol pelo mundo.

Acontece a cada 2 anos, com uma cerimônia que revive a memoria dos famosos hospícios construídos no século 12 pelos Hospitalier de São João de Jerusalém, hoje, a Ordem de Malta.

Antigas pedras em que está esculpida a cruz de Malta, símbolo da região, ainda se encontram na região de Pomerol.  Para perpetuar a memória dos Hopitaliers de Pomerol, as capas dos homenageados são bordadas com uma grande cruz de Malta, com uma concha de vieira, Coquille Saint-Jacques, na junção dos ramos, representando um dos caminhos de Saint-Jacques de Compostelle.

O evento representa bem o que é Pomerol. Exclusivo, pequeno, com muita qualidade e discreto. Aliás, uma das particularidades do local é que nunca foi feita uma classificação oficial para os vinhos lá, como foram feitas com os vizinhos.

Dica de leitura:  Julgamento de Paris

Hospitaliers du Pomerol

Fomos indicados por Cristian Moueix, do grupo Moueix, um dos mais antigos e respeitados negociantes de Bordeaux.

A família Moueix é, sem duvida, a mais renomada da margem direta de Bordeaux. Ela é proprietária do cultuado Château Petrus, do Hosanna, do La Fleur Petrus, do Trotanoy, do Latour a Pomerol, do La Fleur Gazin, em Pomerol, e do Château Magdelaine e outros em Saint-Émilion. Também produz o grande vinho Dominus no Napa Valley, cuja safra de 2012 recebeu 99 Pontos do Robert Parker. Aguardem!

O evento aconteceu no impressionante Château de Sales, distinguido por sua torre única, uma construção do século 17, até hoje sob o comando da família Lambert.

Após a cerimônia de posse, um menu comandado pela chef estrelada do guia Michelin Hélène Darroze harmonizou perfeitamente com 17 Gran Vins de Pomerol, tivemos o privilégio de jantar na mesa na família Moueix. O vinho que iniciou o jantar foi um Le Pin 2012 e o que encerrou foi o Petrus 2003, passando por Château Clinet, Clos René, Trotanoy, para citar alguns. Foi simplesmente incrível!

Festa da posse

Uma fantástica queima de fogos no lago do château foi apenas o início da balada, que seguiu noite adentro. Uma festa inesquecível!

Escrito por: Vicente Jorge

Winehunter, já lecionou em cursos de sommelier e tem mais de 22 anos de experiência no mundo do vinho.