Diário do Winehunter

Diversão e muito vinho em Portugal

30 junho 2017
  • 8862 visualizações
  • 0 comentários

Dias de vinhos, azeite e bacalhau para nossos Wine Hunters e quatro casais, Sócios ClubeW.

A estada em Portugal começou bem: nosso grupo foi recebido no Palácio da Bacalhôa com um almoço digno de reis. Uma enorme mesa foi montada especialmente para o nosso grupo — nós e quatro casais brasileiros que ganharam da Wine uma viagem para o país de patrícios — nos subterrâneos do palácio.

Diário do Winehunter

O arroz de pato acompanhado do vinho Quinta da Bacalhôa foi inesquecível, tanto que nossos companheiros de viagem tentaram repetir a receita quando voltaram para casa. A verdade é que Vicente e o grupo quase perderam o banquete: ainda no Brasil, problemas no avião acabaram atrasando o voo. Chegamos a Lisboa em cima da hora, mas a tempo para essa refeição memorável, uma surpresa para todos nós.

Diário do Winehunter

Nós dois conseguimos “escapar” e degustar rótulos da Quinta, dos quais alguns entrarão para nossos clubes em breve. À noite, visitamos aquele que é conhecido como o restaurante da melhor bacalhoada de Portugal, A Casa do Bacalhau. Tão memorável quanto o mais amado prato português foi o “banho” que Vicente tomou: o azeite de uma posta foi derramado bem sobre ele — por sorte o prato não estava muito quente!

Dica de leitura:  O vinho tem conservante?

O dia seguinte foi de turismo puro: fomos ao Monumento aos Descobrimentos e a Belém para comer pastéis – não os que conhecemos por aqui, mas aqueles maravilhosos doces portugueses. À noite, seguimos para um programa que se mostrou um tanto quanto inusitado: assistimos ao show da cantora de fado Gisela João, celebridade do estilo no país.

Diário do Winehunter

O divertido da noite foi que só naquele momento o grupo de brasileiros que acompanhávamos percebeu que Vicente não era um guia turístico, mas um Wine Hunter. Mal entendido desfeito, na manhã seguinte fomos ao Bacalhôa Buddha Eden, parque pitoresco, cheio de referências orientais, um Buda gigante e um exército de guerreiros chineses.

Diário do Winehunter

Nossa estada foi gastronomicamente sensacional. Tivemos tempo ainda de conhecer o Solar dos Presuntos, restaurante bem descontraído, frequentado por muitos brasileiros. Lá, comemos um delicioso cabrito, que é o carro-chefe da casa.

Dica de leitura:  Receitas com embutidos

Diário do Winehunter

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Manu Brandão

Winehunter, francês e nativo de Bordeaux com mais de 25 anos de experiência no mundo do vinho.