Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Diário do Winehunter

Na rota do vinho no Chile

02 março 2020
  • 60 visualizações
  • 0 comentários

O Chile marcou o início de mais uma série de viagens especiais em busca dos melhores vinhos pelo mundo

Nossa primeira viagem de hunting de 2020 ano aconteceu no Chile e, como sempre, os cenários para as degustações são formados por lugares lindos e inusitados. Desembarcamos no aeroporto de Santiago e, com os amigos das vinícolas VyF e Ventisquero, pegamos a estrada no sentido da Cordilheira dos Andes. E após três horas de viagem, sendo uma hora de estrada de terra, chegamos ao incrível Noi Pumas Lodge.

Esse hotel é um refúgio no meio dos Andes, cercado por uma paisagem incrível e uma paz que descansa a alma. E foi ótimo, porque no dia seguinte as degustações começaram logo cedo e retomamos nosso roteiro de vinícolas atrás de descobertas.

Na vinícola Perez Cruz, no Maipo, tivemos uma aula sobre os efeitos da pluviosidade nas últimas safras, que podem ser notados com expressividade. E como os dias sempre guardam surpresas, assim que terminamos as provas fomos a uma pequena vinícola, em uma reserva reflorestada e preservada pelos próprios produtores. O lugar é bárbaro, mas o foco, ali, é a cerveja artesanal – muito boa, por sinal. Comemos pizzas maravilhosas, uma delas preparada com palta (abacate), usada em boa parte dos pratos no Chile.

Dica de leitura:  Série uvas – Malbec

O destino seguinte foi a VIK, em Millahue, onde nos aguardava o enólogo Christian Vallejo. Com ele, estamos desenvolvendo um projeto magnífico, mas vou evitar spoilers.

Nessa noite, tivemos o prazer de jantar com Alexander Vik, proprietário e idealizador desse projeto espetacular, a vinícola que leva seu sobrenome. Após a refeição, ele próprio nos reuniu com outros hóspedes em torno da mesa de snooker para um jogo agitado e divertido, foi muito legal

Durante essa viagem tão bacana, encontramos outra enóloga já na região metropolitana de Santiago, Pilar Diaz, da Undurraga, com quem trocamos ideias e conhecemos novos projetos. E para não abandonar o costume, fizemos, no dia seguinte, uma degustação no lobby do hotel, no único tempo que nos sobrou. É incrível como sempre fazemos descobertas nessas provas improvisadas. Aguardem!

Dica de leitura:  Volta ao mundo em 8 vinhos do Novo Mundo

E eis que chegou nossa última noite no Chile: fomos convidados por Pepe Zahir para um jantar harmonizado com seus vinhos top: Calyptra com pratos japoneses fusion, preparados exclusivamente pelo chef Marcelo, do renomado Naoki de Santiago. Fechamos, assim, o primeiro hunting do ano com chave de ouro. E podem esperar muitas novidades!
Salute!!

Vicente Jorge e Manu Brandão

Wine Hunters

Escrito por: Wine