Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Diário do Winehunter

Sabores de Portugal

12 fevereiro 2020
  • 21 visualizações
  • 0 comentários

O interesse dos brasileiros pelos vinhos portugueses vem crescendo em ritmo acelerado e nós sempre temos novidades para descobrir por lá

Como sempre, para acompanhar as evoluções e tendências, demos mais uma passada em Portugal, já que a demanda pelos vinhos portugueses cresceu significativamente no mercado brasileiro.

Motivo: os rótulos produzidos naquele país se adaptaram muito bem ao mercado internacional. Pela qualidade e pelo custo. Participamos da festa da colheita organizada pelo Grupo Parras, perto de Óbidos, uma cidade murada linda e que merece ser visitada.

Ficamos em um hotel localizado em uma região nova, ainda em construção, com um incrível visual para o litoral. Foram quatro dias cheios, com visitas a vinícolas, principalmente à Casa das Gaeiras, sob o comando técnico da Parras.

O lugar é tido como um pequeno castelo na região de Óbidos, onde os vinhos de nicho são produzidos em quantidade muito limitada. Toda a casa é mantida no estado original, com sala típica da época em que foi fundada, no século 18, teto de madeira trabalhado e vitrais.

A casa tem tantas histórias interessantes, que foi preciso a presença de um guia para nos explicar os detalhes. Sua grande reputação se deve principalmente ao vinho branco produzido lá, ainda hoje considerado parte da história da vitivinicultura em Portugal, como o guia nos contou.

Dica de leitura:  Vinhos portugueses: o boom da viticultura de Portugal

Maravilhas locais

Depois da visita, fomos ao almoço no parque da casa e, obviamente, com os vinhos de produção local. Ficamos surpresos com a qualidade e, principalmente, com a tipicidade dos exemplares.

Tivemos também palestras e apresentações sobre todos os vinhos produzidos pelo Grupo, com várias boas opções. A noite foi mais informal, com jantar para os clientes internacionais. Por falar nisso, havia um grupo da China que trazia na mala o famoso bolo lunar chinês que, segundo a tradição daquele país, traz sorte. E comemoramos com eles!

Quem quiser saber mais sobre essa experiência incrível pode enviar perguntas diretamente ao Vicente ([email protected]), que tem toda a avaliação técnica sobre a degustação da especialidade.

Vindos da Inglaterra

Também, como acontece em quase todas as viagens, tivemos surpresas. Dois importadores da Inglaterra, os sócios Tim e Arthur, sabendo que nós estávamos no evento da festa da colheita, nos apresentaram os vinhos que elaboram, no carro, prontos para serem degustados. Como não perdemos oportunidades, a degustação foi feita diretamente da mala.

Dica de leitura:  Receitas portuguesas para harmonizar

E não poderiam faltar nossas discussões, que sempre acontecem durante as degustações – mais ainda quando se trata das seleções para os clubes. A responsabilidade de acertar (ou errar menos) para satisfazer ao máximo os sócios gera grandes questionamentos!

Sabores únicos

Portugal é um dos melhores países da Europa para se comer bem. Tivemos, novamente, boas experiências gastronômicas, principalmente com frutos do mar, como uma entrada simples e deliciosa preparada com vôngoles ou berbigões cozidos ao molho escabeche.

Na vinícola, provamos pratos à base de vinhos, um deles tinto, incrível, que, aliás, selecionamos para um futuro clube.

Estamos muito felizes de conseguir arrematar todo o lote desse exemplar, que é sucesso de vendas no mercado internacional, pois ganhou vários prêmios, como o de melhor vinho português na Inglaterra durante a London Wine Competition 2019.

Não percam essa experiência. É só aguardar um pouco, que ela está chegando!
Manu Brandão e Vicente Jorge

Escrito por: Wine