Diário do Winehunter

Um passeio pela Fashion Week do vinho

05 junho 2019
  • 26 visualizações
  • 0 comentários

Visitamos a Semaine des Primeurs, que agitou a região de Bordeaux no início da primavera

Todos os anos, sempre no início da primavera, acontece a famosa Semaine des Primeurs dos vinhos de Bordeaux, evento exclusivo aos profissionais especializados, com convites limitados. Trata-se de um sistema de vendas muito particular, único e típico de Bordeaux, que consiste em vender os vinhos na primavera seguinte à colheita.

Em outras palavras, significa que, no momento da feira, os vinhos ainda se encontram em processo de vinificação, ou seja, ainda não estão prontos para o consumo. Sendo assim, podem ser degustados em diferentes estágios, analisados, avaliados e, sim, vendidos antecipadamente. Podemos dizer que se trata, portanto, de uma reserva, já que os vinhos estarão realmente disponíveis vários meses depois de engarrafados.

Por sermos embaixadores dos vinhos de Bordeaux, sempre participamos do evento. E é inevitável, nesta semana, que a gente fique mais elegante, como o Vicente ficou nos Châteaux Figeac e La Fleur-Pétrus.

Presença marcante

Todos os anos, a Semaine des Primeurs provoca um agito único na região de Bordeaux, algo equiparável a uma Fashion Week do vinho. Ali está a fina flor de tudo o que é importante no mundo dos Grands Crus, os Châteaux, os negociantes, críticos internacionais, toda a mídia e, claro, os profissionais ligados ao vinho, vindos de toda parte do planeta para apreciar e avaliar a última colheita.

Dica de leitura:  O doce Vinho de Palha

Como sempre, fomos convidados a participar de vários eventos que acontecem no período, como algumas degustações privativas em Châteaux 1º Cru Classé, jantares exclusivos da Commanderie du Bontemps (uma das mais antigas e importantes irmandades de vinhos da França), entre outros.

Mas o mais marcante é o jantar da Academia dos Vinhos de Bordeaux, no qual sempre estamos presentes. Neste ano, o bufê de vinhos era composto por safras cujos anos terminavam em 9 – a mais antiga delas, 1929, representada pelo Domaine de Chevalier AOC Pessac Léognan, passando por todos os 9s, até 2009. Harmonizando com os pratos servidos, foram oferecidos o Château Latour 1969, Château Haute-Brion 1999, Château Mouton Rothschild 1999 e, coroando a refeição, um Château d’Yquém 2009, acompanhando a sobremesa. Foi incrível!

A feira

Pela margem direita, começamos nosso primeiro dia pelo Cheval Blanc, e terminamos o segundo dia com o Château Pavie. Durante a semana, sempre reencontramos profissionais de outros países e, há três anos, registramos uma foto do grupo. Desta vez, o encontro foi registrado no Château Troplong Mondot.
Na segunda parte da semana, visitamos a margem esquerda, com os 1º famosos – Latour, Margaux, Mouton Rothschild e Lafite Rothschild – neste último, a degustação aconteceu tendo ao fundo o Château Cos d’Estournel.

Dica de leitura:  Mais aventuras pela Espanha

Em todos os Châteaux, recebemos um livrinho informando as condições climáticas e outros dados sobre a safra, como a época da colheita, rendimento por hectare, nível de PH, acidez total, teor alcoólico e as variedades do assemblage.

Depois desses dias de degustação dos Grands Crus Clássés, recebemos muitos vinhos, que serão degustados na minha casa, aproveitando para finalizar, em breve, um projeto nosso.

Manu Brandão e Vicente Jorge

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Vicente Jorge

Winehunter, já lecionou em cursos de sommelier e tem mais de 22 anos de experiência no mundo do vinho.