Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Curiosidades

Mulher e vinho, entenda a ligação entre eles

03 março 2020
  • 110 visualizações
  • 0 comentários

Cada vez mais fortes no mercado de vinhos, as mulheres também têm benefícios ao consumir essa bebida milenar, como diminuição dos efeitos da menopausa e aumento do desejo sexual

As mulheres estão em todos os lugares e no mundo dos vinhos não poderia ser diferente. Elas consomem, produzem, compram e conhecem cada vez mais essa bebida milenar, inclusive derrubando o mito de “vinho para mulher”.

Elas estão presentes desde o início da história dos vinhos. As mulheres eram figuras frequentes na mitologia grega nos bacanais do deus Baco, o deus do vinho, bem como nas lendas da cultura persa.

Nos últimos tempos, o cenário vitivinícola mundial, que um dia já foi predominantemente masculino, está mudando para melhor. E muitos dados mostram esse novo cenário.

Números que comprovam essa relação

Segundo a Associação Brasileira de Sommeliers, a participação de mulheres em cursos de formação representa 50% dos alunos. Além disso, elas têm consumido cada vez mais vinhos: enquanto o parceiro aposta na cerveja, elas preferem uma taça de vinho.

Quando se fala nos benefícios do vinho, há inúmeros estudos acadêmicos que comprovam que o consumo da bebida faz bem à saúde, particularmente para o sexo feminino.

O vinho age como agente protetor contra diversos tipos de câncer, como o de mama, o de ovário e o de pele. Ele também ajuda a controlar a pressão alta e a diabetes, e a prevenir o mal de Alzheimer e a osteoporose, além de diminuir os efeitos da menopausa.

A ingestão de vinho também é benéfica na hora do sexo. Pesquisadores afirmam que a bebida deixa as mulheres mais sexualmente ativas, em especial o vinho tinto, pois ele dilata artérias e irriga áreas relacionadas à atividade sexual.

De acordo com estudos, ao consumir um vinho, elas buscam emoções imediatas em termos de sabores. De forma geral, o favorito delas é o vinho tinto.

Além disso, outro estudo mostra que 78% das mulheres são as responsáveis por adquirir os rótulos que serão levados para casa.

Dica de leitura:  Mulheres do mundo do vinho

As mulheres do vinho

A partir da década de 70, quando as mulheres passaram a ter posições de destaque na Europa, o consumo de vinho pelo sexo feminino se popularizou. Porém, mesmo antes desse período, as mulheres já faziam história no mundo dos vinhos.

O exemplo mais antigo é o da madame Barbe-Nicole Clicquot Ponsardin, conhecida como primeira-dama do Champagne. Em 1805, aos 27 anos, ela perdeu o marido e assumiu seus negócios, inovando nas técnicas de produção e tornando a Veuve Clicquot uma das marcas de espumante mais desejadas do mundo.

Mais recentemente, a argentina Susana Balbo foi a primeira mulher a obter o título de enóloga no país vizinho. E ela não parou por aí: ela foi a responsável por posicionar a uva Malbec como especialidade da Argentina no mercado mundial.

No Brasil, também temos um bom exemplo de uma profissional que trabalha na área. Suzana Barelli é jornalista gastronômica especializada em vinhos. Ela já atuou em veículos como Folha de São Paulo, IstoÉ Dinheiro, O Estado de S. Paulo e foi editora da revista Menu, na qual conquistou o espaço de 20 páginas dedicadas ao tema.

04 vinhos para elas (e para eles)

Antes de continuar, é importante esclarecer: não existe vinho de mulher nem vinho para mulher. Todos os vinhos podem ser consumidos por todos os públicos.

O que vai impactar na preferência de um vinho é o gosto pessoal, que leva em consideração todas as características do vinho, e não o sexo de quem o está bebendo.

Por muito tempo o vinho rosé, por exemplo, esteve associado às mulheres devido a sua cor rosada. Hoje entendemos que essa variedade pode – e deve – ser degustada também pelos homens, e que nem todas as mulheres apreciam o rosé.

Dica de leitura:  7 alimentos difíceis de harmonizar com vinho

Confira uma seleção de vinho que vai agradar a todos os públicos, mas principalmente às mulheres:

La Mora D.O.C. Maremma Toscana Merlot 2015

Produzido em uma das mais aclamadas regiões vitivinícolas da Itália, a Toscana, esse Merlot possui uma coloração rubi intensa e aroma de frutas como ameixa, framboesa, cereja e folhas secas. Na língua, percebe-se um sabor frutado, de corpo médio e fresco com taninos sedosos.

Fortant de France Terroir Littoral Grenache Rosé 2018

Proveniente da região marítima de Sète, na França, esse exemplar rosé feito a partir de uvas Grenache apresenta uma coloração rosa claro e aroma típico desse vinho (Morango, cereja, framboesa, amora, floral). Ao paladar, mostra-se frutado e leve com acidez intermediária.

Antuco Gran Reserva Chardonnay 2017

Para se produzir esse vinho Chardonnay chileno, as uvas são fermentadas e amadurecidas em barricas de carvalho em um processo tradicional e sustentável, o que proporciona harmonia e complexidade à bebida. Ela possui aroma cítrico, de baunilha e um toque de madeira, e no paladar, um toque amanteigado com acidez agradável e corpo médio.

Espumante Salton Évidence

Esse espumante Brut 100% produzido no Brasil vem da Vinícola Salton, vencedora do Concurso de Bruxelas com a revista Vinho Magazine. A bebida é levemente amarelada e conta com aromas diferenciados, como pão torrado, frutas cítricas, flores do campo, baunilha e fermento. No paladar, ele é seco, harmônico e cremoso.

Após entender o envolvimento das mulheres com uma bebida tão prazerosa, só falta escolher o seu vinho e fazer um brinde a elas!

Escrito por: Wine