Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Harmonização de A a W

Vinho e festa junina: aprenda a combinar os pratos típicos com a bebida

18 junho 2021
  • 87 visualizações
  • 0 comentários

O vinho pode ser uma escolha certeira na hora de definir o cardápio de bebidas dos festejos de São João. Confira a seleção da equipe Wine e escolha o seu favorito!

Além da queda da temperatura nos termômetros graças à proximidade do inverno, no Brasil, a temporada de junho traz consigo uma tradição celebrada pelos quatro cantos do país: os festejos juninos.

Praticamente unanimidade entre os brasileiros, os costumes podem até mudar de região para região, mas uma coisa é certa: as festas de São João têm banquetes de dar água na boca e, por aqui, vamos mostrar que é possível combinar pratos típicos com bons rótulos de vinho.

Dica de leitura: Como fazer vinho quente

Como a época é uma das mais esperadas durante o ano inteiro, cada detalhe que a envolve já se tornou clássico na cultura brasileira. Desde o hábito de enfeitar os locais com bandeirinhas e outros itens coloridos até a tradição de montar uma mesa variada de doces e salgados que saltam aos olhos. Por que não acrescentar o vinho para acompanhar os quitutes?

Clássicos da gastronomia junina pedem vinhos à altura

Os pratos de festa de São João costumam trazer fortes traços regionais, mas o milho é presença constante. O grão entra em cena no banquete de salgados, em versões como pipoca, cuscuz paulista e canjiquinha incrementada com carne suína, além de também estar presente na lista de doces, em forma de bolo, canjica doce e muito mais. 

Confira abaixo as sugestões dos especialistas da Wine para cada prato típico listado!

1.Caldos

Foto de caldo verde ilustra post sobre vinho e festa junina

O caldo verde, também conhecido como caldo português, é feito com batatas, couve e paio, e é um dos queridinhos das festas juninas pelo Brasil afora, no entanto,  outras versões de caldos também são populares, como o de mandioca e canjiquinha – em algumas regiões chamada também de péla-égua. 

Os tintos frutados, com boa acidez e corpo de leve para médio, são as melhores indicações para acompanhar esses pratos quentes e bem-temperados. O Miguel Torres Hemisferio Sur Reserva Cabernet Sauvignon 2017 é um tinto descomplicado e bom para acompanhar o sabor marcante do caldo verde. Seu amadurecimento parcial em madeira, revela alguns aromas de frutas negras e tostado. No paladar, tem taninos macios, além de corpo entre leve e médio. 

Outra boa sugestão é o Papa Açorda Regional Alentejano Branco 2019, vinho português. Amarelo vibrante e com aromas que envolvem o olfato, o rótulo conta com notas de frutas de caroço, pêssego, ameixa e um toque de mineralidade. 

Por fim, uma boa opção para garantir uma harmonização infalível na sua festa de São João, é levar à mesa o pontuado exemplar Esteban Martín D.O.P. Cariñena Garnacha Syrah Tinto 2019 que traz o blend de Syrah e Grenache. Direto da região da Cariñena, na Espanha, tem taninos doces e agradáveis, boa estrutura no paladar e é indicado para acompanhar caldos à base de mandioca, preferencialmente, com carne suína.

2. Cuscuz paulista 

À base de flocão ou farinha de milho, esse salgado é um clássico da gastronomia de São Paulo e costuma conter proteínas como atum, sardinha ou frango, além de outros complementos que podem ser ovo cozido, palmito, milho, ervilha e o que mais a imaginação do cozinheiro mandar. 

É um prato presente nas festas juninas do País e vai bem com vinhos brancos como o Toro Loco D.O.P. Utiel-Requena Viura Sauvignon Blanc 2019, que traz notas olfativas de frutas brancas, frutas cítricas e flores. 

Além disso, outra dica é realizar a harmonização com rótulos rosés, como por exemplo, o Marechal Vin de France Rosé. Direto da região da Borgonha, na França, o exemplar de Vin de France reúne as castas Grenache, Carignan e Syrah. Esse vinho é ideal para ir à mesa com o cuscuz paulista tradicional, feito com atum ou com sardinha no recheio. Tem paladar leve, jovem e boa acidez. 

Por fim, nossos especialistas indicam também o Le Rosé de S. I.G.P. Méditerranée Rosé 2019. Elaborado na Indicação Geográfica Protegida Méditerranée, é um vinho que destaca elegância desde a tonalidade até o paladar. Leve e frutado, combina com cuscuz paulista com frutos do mar.

Ouça também: Wineverso – Episódio #53 – Festa junina com vinho? Tem sim, senhor!

3. Pipoca salgada

Conta a história que a pipoca existe no mundo há milhares de anos. Segundo pesquisadores, o alimento teve origem na América do Norte, onde nativos cultivavam diferentes qualidades de milho desde os primórdios. 

Há indícios de que a descoberta do estouro do milho ocorreu após alguns grãos serem atirados do fogo. É fato que, com o passar do tempo, o petisco salgado se tornou a presença indispensável no menu de São João e, é claro, não poderia faltar em nossa lista de harmonizações.

A pipoca pode fazer dobradinha com uma taça de vinho branco com boa persistência no paladar ou mesmo com um espumante Brut. 

O Enclos du Wine Hunter Bordeaux Blanc 2019 é um vinho branco elaborado a partir da iniciativa dos Winehunters da Wine, que criaram exemplares a partir do que eles gostam de beber. Traz um blend de três uvas importantes em Bordeaux: Sémillon, Sauvignon Gris e Sauvignon Blanc. No paladar, tem acidez agradável e boa persistência.

Em momentos de descontração como a festa de São João, é uma ótima pedida acompanhar um pacote bem cheio de pipoca salgada, clássico das barraquinhas nas quadrilhas. 

4. Salsichão

Foto de salsichão e carnes ilustra post sobre vinho e festa junina

Preparado na mesma brasa que queima o milho e outros vegetais, o salsichão no espeto é outro prato típico do cardápio de muitas festas juninas. 

Para acompanhar esse quitute, aposte em um tinto de corpo médio e, se tiver passagem por madeira, melhor ainda. Pois o sabor de defumado da brasa irá complementar os aromas de tosta do vinho. O Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Merlot 2019, é uma ótima opção. Elaborado a partir da uva Merlot, esse vinho tem intensidade média, com aromas que mesclam frutas negras e um leve tostado.

5. Doces típicos 

Foto de cural de milho ilustra post sobre vinho e festa junina

Os doces também disputam o protagonismo no banquete junino e podem ser apreciados juntos de um bom vinho.  Na lista das principais sobremesas da festa estão canjica, pamonha, cocada e bolos em geral, além de doçuras preparadas com ingredientes como amendoim, coco e milho. 

Essas delícias precisam de um vinho doce para acompanhar, por isso, separamos algumas sugestões que vão desde o vinho licoroso a opções de vinhos e espumantes elaborados a partir da uva Moscato. Uma dica de ouro é ter sempre na adega um espumante, pois, é uma opção que vai bem com quase tudo na gastronomia, inclusive, com os pratos típicos juninos. 

O Cantine Pellegrino D.O.C. Pantelleria Passito Liquoroso 2019, por exemplo, é elaborado com uvas que passam por processo de secagem para diminuir a concentração de água nos bagos da fruta. A intenção do processo é acentuar o açúcar e outros traços naturais da uva neste exemplar italiano. Os aromas são de frutas cristalizadas e mel. No paladar, tem sabor doce, com boa acidez e médio corpo e é uma boa escolha para ser apreciada com pé de moleque e outros doces caramelizados. 

Produzido pela vinícola Lidio Carraro, no Sul do Brasil, o Espumante Lidio Carraro Dádivas Moscatel possui baixa graduação alcoólica e um paladar adocicado. Versátil, se sai bem em qualquer ocasião e pode ser apreciado na festa junina com sobremesas como cocada, doces de frutas em geral e tortas.

Já o Porto Burmester 10 years Old Tawny é um vinho do Porto aveludado e elegante, amadurecido durante aproximadamente dez anos em cascos de carvalho e faz jus à tradição secular da vinícola Burmester. Traz aromas intensos de frutas secas, avelã, amêndoas, mel e baunilha. Na boca, tem final longo e persistente. Pode ser uma boa companhia para sobremesas com caramelo e chocolate, principalmente, as que têm amendoim.

Por fim, vale também experimentar o Castillo Santa Barbara Moscato enquanto degusta doces feitos com abacaxi e coco, por exemplo. Esse espumante Moscatel é produzido na Espanha pelas Bodegas Fernando Castro. De paladar cremoso e bom equilíbrio entre acidez e açúcares, é indicado também para acompanhar sobremesas cremosas ou bolos.

Gostou das sugestões? Baixe também o nosso aplicativo, disponível para dispositivos iOS e Android!

Escrito por: Wine