Sagrado VT Grande Reserva 2017

  • Portugal Portugal
  • Tinto
  • Seco
  • 750 ml
4.3
Sagrado VT Grande Reserva 2017
170614-tbt-iz

Comentário do Sommelier

Quinta do Sagrado é uma das mais antigas vinícolas do Pinhão, uma sub-região de Cima Corgo no coração do Douro. O Douro é a mais antiga região demarcada do mundo, delimitada por Marquês de Pombal em 1756 e reconhecida pela UNESCO como patrimônio da humanidade! Para a produção do vinho Sagrado VT Grande Reserva, foram selecionadas as uvas Touriga Nacional, Tinta Roriz e Tinto Cão de Vinhas Velhas, ou seja, de vinhas mais antigas que rendem menos frutos, todavia, frutos mais concentrados e de maior qualidade. Passou por colheita manual para ter uma seleção mais criteriosa das melhores uvas para a produção do vinho. Para preservar a autenticidade do terroir, foram utilizadas leveduras indígenas/selvagens. Ficou, ainda, 18 meses em barricas novas e usadas de carvalho francês de 225 litros para agregar maior corpo, complexidade, estrutura e amaciar os taninos. Este exemplar traduz a excelência da região do Douro em uma produção limitada e imperdível! Vinho adequado para veganos.

Ficha Técnica

Uva
Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinto Cão
País - Região
Portugal - Douro
Classificação
Seco
Vinícola
Quinta do Sagrado
Safra
2017
Amadurecimento
18 meses em barricas novas e usadas de carvalho francês de 225 litros
Teor Alcoólico
15.00% ABV
Temperatura de serviço
18 °C
Potencial de guarda
10 anos
Decantação
45 minutos
Olfativo
Frutas pretas e vermelhas maduras, especiarias doces, couro, balsâmico, tosta e chocolate
Visual
Rubi com reflexos granada
Gustativo
Encorpado, potente, bem estruturado, frutado com nuances da barrica, taninos presentes e macios, acidez média, agradável frescor, final longo e complexo
Harmonização
Opte por pratos mais estruturados, carnes vermelhas assadas, cozidas, grelhadas ou defumadas, molhos mais intensos ou à base de tomate, queijos ou especiarias. Dicas: cordeiro assado acompanhado de arroz e batatas, cozido à portuguesa, ensopado de lentilha.