Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Dicas

Vinhos para o inverno: confira 9 rótulos imperdíveis para apreciar

16 junho 2021
  • 182 visualizações
  • 0 comentários

Com a chegada da estação, a preferência por pratos quentes e mais encorpados pede vinhos à altura. Veja a seleção da equipe Wine!

O inverno é um motivo a mais para abrirmos uma boa garrafa de vinho e brindar o frio, mesmo que não seja muito intenso.

Com início marcado para o dia 21 de junho no Hemisfério Sul, a estação é caracterizada pelas temperaturas amenas com dias mais curtos e noites mais longas.

Nada como um bom rótulo para acompanhar a temporada, afinal, vinho é sinônimo também de momentos agradáveis, não é mesmo?

Dica de leitura: Aprenda a preparar drinks com todos os tipos de vinho

Vinhos para o inverno e a relação dos pratos típicos

O inverno inspira o preparo e o consumo de refeições mais encorpadas, como carnes gordurosas, caldos, fondues, sopas e, até mesmo, massas servidas com molho fumegante.

Por isso, é uma boa ideia escolher vinhos que acompanhem a potência desses pratos ou que contrastem com as características da refeição. 

A harmonização por semelhança é mais simples e também mais comum.

Ela promove a complementação, ao revelar aromas e sabores similares no prato e na taça. Já a harmonização por contraste acontece quando as características opostas de cada um se misturam. 

Dito isso, convidamos nossos especialistas para fazer uma seleção especial de rótulos que surpreendem nas combinações.

O resultado foi um passeio por vinhos do Velho Mundo e do Novo Mundo, com destaque para castas de muita personalidade, como Malbec e Syrah

Veja abaixo!

9 vinhos imperdíveis para o inverno

1) Apothic Dark Red Blend 2017

Esse exemplar californiano é um blend de sete variedades de uvas tintas. Cada cepa agrega uma característica a esse vinho marcante e sedutor. A temperatura de serviço do Apothic Dark Red Blend 2017 é de 15 °C, então, é possível servi-lo sem precisar recorrer à refrigeração, dependendo do local e dos termômetros. 

É um vinho com notas de frutas negras maduras, em compota, além de notas de cacau e especiarias. Tem paladar médio para encorpado e taninos marcantes que combinam com pratos quentinhos como risoto de cogumelos, lasanha gratinada e carnes assadas. 

2) Perlita Malbec Syrah 2018

Esse premiado vinho argentino tem passagem de oito meses por barris de carvalho francês usados. É produzido pelo grupo Clos de Los Siete com consultoria do enólogo bordalês Michel Rolland

As uvas são oriundas de uma única parcela, com conceito de agricultura sustentável, colheita manual e certificação vegana. No paladar, é frutado e aveludado, com corpo médio e final saboroso.

Nos dias frios, é ótimo para acompanhar um bom cassoulet (prato francês semelhante à nossa feijoada), além da tradicional polenta com rabada. Combina ainda com bruschetta de berinjela defumada e polpetone recheado com queijo e bacon.

3) Famille J-M Cazes A.O.C. Pauillac 2016

Elaborado com uvas de alta qualidade oriundas de Pauillac, umas das mais consagradas AOC de Bordeaux, na França, esse vinho amadeirado é resultado do blend entre Cabernet Franc, Merlot e Cabernet Sauvignon com notas de frutas negras, paladar complexo e elegante, com taninos macios e acidez agradável. 

Harmoniza bem com arroz de pato bem preparado ou, até mesmo, o clássico francês boeuf bourguignon. Escalope de mignon, ravióli recheado com queijo brie e nozes e queijos semiduros completam a lista.

4) Calyptra Vivendo Reserve Assemblage 2017

Os rótulos da Vivendo são considerados linha de entrada da vinícola chilena Calyptra. Esse tinto intenso mescla três uvas francesas: Syrah, Merlot e Cabernet Sauvignon. É amadurecido em barricas produzidas pela própria vinícola e pede 20 minutos de aeração antes do consumo. O olfato traz notas de frutas vermelhas e especiarias.

Na boca, é um vinho frutado e amadeirado, de médio para encorpado, com taninos presentes. É sugerido para acompanhar carnes como entrecôte em crosta de ervas, massas como nhoque aos quatro queijos, além de risoto milanês com cordeiro, lasanha de carne seca gratinada, costela suína ao barbecue e queijos semiduros ou duros.

Nhoque ilustra post sobre vinhos para o inverno.

5) Protos D.O. Ribera del Duero Tinto Fino 2018

É produzido por uma das vinícolas mais tradicionais da região espanhola, Ribera del Duero, com a uva Tempranillo, também conhecida por uva Tinto Fino. Passa por amadurecimento de seis meses em barricas de carvalho francês (60%) e americano (40%). O olfato identifica nesse exemplar notas de frutas negras e especiarias. 

Na boca, tem médio corpo, taninos macios e acidez agradável. Pode acompanhar risoto de paio com couve frita, bife de tira, picanha suína na chapa e lasanha gratinada.

6) Frei Brothers Reserve Chardonnay 2017

Direto da região do Russian River Valley, nos Estados Unidos, esse vinho traz a expressão da Chardonnay com um estilo próprio da Califórnia. Em seu preparo é utilizada a técnica sur lie, normalmente associada ao enriquecimento de vinhos brancos. 

O método consiste em manter o vinho em contato com as leveduras, para garantir elegância, estrutura e complexidade aromática à bebida.

Pode ser apreciado na temperatura de serviço de 9 °C com pratos quentes como risoto de bacalhau, camarão cremoso na moranga ou mesmo com palmito gratinado com queijo parmesão. 

7) Ansares Viura Blanco

Esse vinho branco vem do coração da Ruta del Quijote, na Espanha, mais especificamente da vinícola Bodegas Leganza. É elaborado com a uva Viura e tem notas de frutas tropicais, abacaxi e toque herbáceo.

É indicado para acompanhar um dos queridinhos dos dias mais frios, o famoso fondue de queijo. Mas ainda é um ótimo companheiro para pratos com batatas cozidas no forno e para escondidinhos com preferência para o recheio de frango. 

Fondue ilustra post sobre vinhos para o inverno.

8) Partridge Selección de Barricas Cabernet Franc 2017

Produzido pela Viña Las Perdices, em Mendoza, esse rótulo é refinado e sofisticado, tem notas de especiarias e tosta, além de frutas vermelhas e negras. É uma boa expressão da Cabernet Franc no terroir argentino. 

No paladar, é elegante, com médio corpo e taninos presentes. Traz também nuances de especiarias, chocolate e final amadeirado. No menu de um dia frio, vale apostar nesse exemplar para acompanhar fondue de queijo no pão italiano, stinco de cordeiro com polenta cremosa ou mesmo uma feijoada vegetariana. 

9) Miguel Torres Hemisferio Sur Reserva Cabernet Sauvignon 2017

Esse é um rótulo chileno que vai agradar tanto a paladares veteranos, quanto quem está dando os primeiros passos no mundo dos vinhos. É amadurecido parcialmente em barris de carvalho francês, o que agrega de forma sutil alguns aromas como de frutas negras maduras, alcaçuz e notas de tosta. 

Indicado para ir à mesa na temperatura de serviço de 16 °C, faz bonito quando servido com polenta mole com ragu de linguiça toscana, caldo verde e costela com aipim na manteiga. 

Agora que já conhece boas opções de vinhos para a temporada mais fria do ano, aprenda mais sobre degustação no episódio do Wineverso

Escrito por: Wine