Abrir Menu Fechar Menu Abrir Campo de Pesquisa Fechar Search
Enoturismo

DNA espanhol em terroir argentino: conheça a vinícola Las Perdices

18 setembro 2021
  • 128 visualizações
  • 0 comentários

Fundada e administrada pela família Muñoz, a marca reúne vinhos agradáveis e fáceis de beber produzidos em um dos melhores terroirs de Mendoza. Saiba mais!

Com uma filosofia de produção que une a mão cuidadosa do homem à atenção especial com as uvas, a história da Viña Las Perdices começou por volta de 1950, depois da chegada do patriarca Don Juan Muñoz à Argentina

Quando iniciou os trabalhos como viticultor em Mendoza, o imigrante espanhol deu-se conta de que nunca estava sozinho nos vinhedos, graças às visitas recorrentes das perdizes, aquelas aves menores da mesma família dos faisões. 

Dica de leitura: Conheça mais sobre os principais produtores de vinho do mundo

Daí, surgiu a inspiração para o nome Las Perdices, que hoje corre o mundo com grandes rótulos produzidos com esmero pela família Muñoz. 

Além dos vinhos homônimos, a vinícola tem na vitrine as linhas Perdigón, Abridor, Que Guapo e Partridge, desenvolvida em parceria exclusiva com a Wine.

Tradição passada de pai para filho em Mendoza

Durante quase 20 anos, Juan e a esposa Rosario trabalharam no cultivo e na comercialização de uvas na região em que se estabeleceram ao chegar da Andaluzia, sua terra natal.  

Depois disso, chegaram a produzir o próprio vinho familiar e a comercializá-lo sem marca própria. Até que no início dos anos 2000, os filhos do casal, Juan Carlos e Nicolás, fundaram a Viña Las Perdices.

Ouça também: Wineverso PodcastReceitas com vinho

Atualmente, os vinhedos do grupo são gerenciados por Juan Carlos, que é enólogo e conhecido na região por priorizar as práticas de cultivo que respeitam o meio ambiente. Os irmãos Nicolás e Estela também atuam na vinícola.

O foco do trabalho da família de origem espanhola é explorar o potencial dos vinhos produzidos no renomado terroir argentino de Luján de Cuyo de acordo com as especificidades de cada uva cultivada. 

Uvas cultivadas pelos especialistas da Viña Las Perdices

Condições que favorecem a viticultura

A cerca de 1030 metros acima do mar, a região onde fica a Viña Las Perdices está aos pés da Cordilheira dos Andes. O clima é desértico, com grande amplitude térmica: os dias costumam ser muito quentes, e as noites bem frias. 

Todos estes fatores favorecem a viticultura na localidade. Até por isso, boa parte dos produtores de vinhos argentinos está concentrada em Luján de Cuyo.

Dica de leitura: O vinho é afrodisíaco?

Em uma área com mais de 8.000 hectares, os especialistas da vinícola Las Perdices cuidam de diversos tipos de uva. Entre as variedades tintas, destacam-se:

Já entre as uvas brancas, a Las Perdices aposta nas seguintes castas: Sauvignon Blanc, Viognier, Pinot Grigio, Torrontés, Alvarinho, Chardonnay, Riesling e Gewürztraminer

O trabalho familiar resulta em vinhos reconhecidos dentro e fora da Argentina, geralmente fáceis de beber, ideais para o dia a dia. 

Além disso, há opções também para momentos mais importantes, que pedem vinhos à altura. Conheça alguns rótulos abaixo!

Os vinhos Las Perdices são requisitados para harmonizações variadas

Sugestões de rótulos da vinícola Las Perdices

Partridge Selección de Barricas Blend 2018

Um vinho tinto intenso elaborado a partir de um blend incomum entre Malbec, Petit Verdot e Ancellotta, e com passagem por barricas de carvalho durante 15 meses. Depois, passa por mais 12 meses de amadurecimento na garrafa.

A Malbec contribui com a cor rubi, com os aromas de frutas e de especiarias, enquanto a Petit Verdot traz também um toque frutado e mais personalidade. A Ancellotta dá estrutura ao vinho, que tem potencial de guarda de até oito anos.

É uma boa sugestão para ir à mesa com carnes como chorizo com batatas, ou ossobuco ao vinho tinto. Risoto de linguiça defumada ou moussaka, o tradicional prato grego, também combinam com este tinto marcante.

Partridge Unfiltered Sauvignon Blanc 2020

Este exemplar de vinho branco passa por amadurecimento em tanques de inox sobre as próprias borras durante quatro meses, para ganhar complexidade tanto nos aromas quanto nos sabores. 

O resultado é uma bebida com notas olfativas que lembram maracujá, pêra, aspargos e ervas. O paladar é frutado como o olfato, leve, com acidez bem agradável.

Para harmonização, vale a pena servir com peixe frito, atum ao pesto, sobrecoxa recheada com queijo, linguine com abobrinha e camarão ou com uma salada quente com legumes grelhados. Pratos mais leves, mas com sabor à altura do vinho. 

Que Guapo Malbec Blend 2019

Uma combinação moderna de uvas que dão origem a um vinho jovem e descontraído, feito sob medida para o gosto dos consumidores brasileiros com Malbec, Syrah e Bonarda. 

O rótulo é um atrativo à parte, com uma reprodução da arquitetura do bairro La Boca, em Buenos Aires. Experimente este vinho tanto para um brinde informal com amigos ou familiares, quanto para combinar com receitas do dia a dia.

Com potencial de guarda de até cinco anos, o Que Guapo Malbec tem aromas de frutas vermelhas e especiarias, além de um toque amadeirado. 

No paladar tem médio corpo, taninos macios e final agradável. É fácil de beber e combina com carnes assadas, massas à bolonhesa, costela suína com legumes, pizza, lasanha gratinada e com batatas recheadas. 

Abridor Chardonnay 2020

Um vinho branco vivo com aromas de frutas cítricas e final mentolado. Leve, suave, refrescante, é uma grata surpresa no paladar, e vai bem como aperitivo ou para acompanhar pratos igualmente leves e frescos. 

A temperatura ideal  de serviço do Abridor Chardonnay é 10 °C. No nariz, além dos aromas cítricos, são reveladas notas de maçã verde e flores brancas. 

O paladar tem boa acidez, pedindo pratos como espaguete com manteiga de ervas, quiche lorraine, moqueca de banana da terra, escondidinho de bacalhau, risoto de camarão, ou um simples e saboroso crepe de tomate e queijo.

Abridor Malbec Rosé 2020

Os rosés elaborados com a Malbec geralmente têm mais corpo e mais sabor de fruta, assim como este rótulo. 

O Abridor Malbec Rosé é leve e fresco, uma excelente sugestão para ir à taça bem gelado em dias ensolarados, de preferência em momentos ao ar livre. 

O paladar é leve e frutado, com bom volume de boca. Para harmonizações, pode acompanhar arroz de camarão, nhoque ao sugo, cortes suínos como tender assado com frutas, além de carpaccio e queijos semimoles. 

Perdigón Chardonnay 2020

Um exemplar que segue à risca a proposta da Las Perdices, com todo o potencial da Chardonnay explorado ao máximo. Mais um vinho ótimo para dias quentes e beira de praia ou piscina.

Os aromas remetem a frutas cítricas, flores brancas, maracujá e limão. Na boca, o vinho apresenta bela acidez, leveza e frescor bem peculiares. 

É um ótimo vinho para harmonizar com saladas e pratos leves como tilápia ao molho de maracujá, frango grelhado com legumes salteados na manteiga ou até mesmo com um espaguete com frutos do mar.

Já conhecia os rótulos da vinícola Las Perdices? Que tal descobrir outras curiosidades e informações sobre produtores de vinhos de diferentes lugares do mundo? Acesse a Winepedia e fique por dentro de tudo sobre a nossa bebida preferida!

Escrito por: Wine